Só para blogueiros

O mais chato de usar o movabletype é ter que ficar digitando a toda hora “target=_blank“.
NÃO AGUENTO MAIS…

Anúncios

Suspensas as importações de Hátzi

Cena maluca hoje no shopping:
Tentei renovar meus estoques de Hátzi (clique aqui se não sabe o que é isso) e me dirigi a um shopping popular da cidade onde havia encontrado anteriormente essa iguaria.
Lá chegando, não encontrava a loja, nem com a ajuda dos seguranças e do mapa do shopping… Já havia passado na frente da loja por 2 vezes, mas de repente avistei-a e entrei.
– Tem Hátzi? – questionei ao dono da loja.
– Você quer dizer Hatzí? – ele retrucou.
E eu prontamente: – Sim, pode ser, Hatzí…
– O que é Hatzí??? – perguntou o japa…
Tive que explicar que era uma ervilha seca com raiz forte. O japa me falou que esse produto está em falta “em todo o Brasil”, por que “não veio mais o container”…
Viu no que dá publicar no MondoVR? Uma avassaladora febre de procura de Hátzi, ou Hatzí, se espalhou pelo Brasil e minha iguaria evaporou. Nem a promessa de “Na Liberdade tá cheio e acho que não custa tudo isso… Se eu passar por lá…” me anima mais…

Renew

“Turning pages, breaking rules
Pushing everything away
You know these things can happen
now, or any other day…
It seems to you a foolish thing
Like any move I’ve made
Your last times are past times
So say good bye and let them fade
Renew…”


Parte da letra de “Renew”, composta por Vicente Rubino para o primeiro hit do duo AdVenture.

Leia mais »

Mac Desk???

Como seria uma Windows Desk???
Gostaria de ter uma mesa assim no meu workplace. Mas sobre ela nada de Macs, e sim um bom Dell Centrino…

Para ler e reler…


[clique para aumentar]
Tem vários outros dentro do criado-mudo ao lado da minha cama…

Bushssshit

E o assunto da imprensa internacional nessa semana que entra vai ser a convenção republicana dos Estados Unidos, que vai ser na cidade de New York.
Como os grupos anti-bush parecem aumentar cada vez mais, e a população novaiorquina é detentora do maior índice de desaprovação do atual governo (70%) em todo o país, com certeza além o luxo que vai ser a convenção teremos muitos protestos pipocando por lá.
Não entendo a cabeça do bush e de seus correligionários. Fazer uma convenção em New York, expondo a cidade que tanto já sofreu com o terrorismo como um alvo preferencial novamente.
É por isso que a camiseta “da hora” da Grande Maçã é aquela que está escrito BUSHSSSHIT, que é a união de bush com Bullshit (gíria para porcaria, droga ou coisa ruim).

Gambiarras

E transcorreu na tarde de hoje o primeiro ensaio dos “Gambiarras”. Se desenferrujar os dedos, tentar ligar os equipamentos e afinar os instrumentos puder ser considerado como ensaio, foi um ensaio…
Por iniciativa do Grande Jacques, Rubino, Fábio, Alexandre e Arturo se reuniram num bucólico, exclusivíssimo e elegante sítio fora de Porto Alegre e passaram bons momentos se divertindo com a música.
Um suculento churrasco entremeou os acordes dissonantes do grupo.
Rubino, que levou seu extenso equipamento eletrônico ficou frustado ao constatar que a fonte de alimentação levada para o sítio foi a famigerada fonte que queimou na palestra MIDI da Unisinos, impedindo assim a sua performance techno com a GrooveBox… Contentou-se acusticamente com um violão Ovation (autêntico).
Dada a ausência de reclamações por parte dos vizinhos, pois eles inexistem por alí, os Gambiarras prometeram repetir a performance num futuro vindouro.




fico no aguardo das fotos que a namorada do Arturo ficou de me mandar…

IZO 9001 ?!?!?!

Eu Agarantio
IZO 9001 você encontra por aí…
Mas ISO 9001 de verdade você encontra na

A Chandra agora

A Chandra está comigo agora. Deitada na almofada, parece mais do que nunca um gato. Ela me olha digitar, mas sua atenção está centrada para fora do apartamento. Ela espera a Sônia voltar.
A Chandra está comigo agora. Ficou o dia todo só. E mesmo agora, olhando-me com dificuldades através de seu topete, que eu insisto em não mandar cortar, ela parece olhar-me através, através de mim.
A Chandra foi para a sala agora. Deve estar se sentindo só. Ela não quer saber de morder a minha meia agora. Não se anima se eu canto suas musiquinhas.
A Chandra reflete o que eu sinto agora. E eu, que passo todo o tempo tentando traduzir-me como o seu “alter-ego”, rendo-me agora ao espelho do seu ser.