O Natal dos Rubinos

2004. Natal. São Paulo. Bairro da Penha. Casa dos Rubinos.
O Natal desse ano estava sendo desenhado para ser diferente do que tinha sido nos últimos anos (pois o plano era para ir para Garopaba sem a família – e eu já havia até topado, como sempre…), mas “graças aos céus”… não foi. Foi igual ao maravilhoso Natal dos Rubinos dos últimos anos.
Saí de Porto determinado. Concluí meus afazeres profissionais, fiz as malas, arrumei as burocracias de banco e o seguro do carro, peguei a Chandra e acelerei. Com escala em Curitiba (onde a Chandra não deixou eu dormir pois rosnava a todo barulhinho do corredor do Hotel), e com um assutador acidente de percurso (vou escrever um post só para o acidente), cheguei em Sampa no dia de Natal, de tardinha.
A Noite de Natal foi muito legal. Meus filhos ficaram com a mãe, já que eles já haviam programado um amigo secreto entre eles. Passei antes lá para dar os meus presentes e dar um beijo de Feliz Natal. Rumei para a Penha logo depois.
No Natal dos Rubinos sempre tem muita comida, doces e vinho com abacaxi, além da maravilhosa escartelada, um doce especial da família. Tudo isso graças ao talento culinário incomparável da Tia Rosa. Neste ano não foi diferente, apenas eu peguei mais leve no garfo. Todos estavam surpresos ao ver o Vicente Rubino “Light” e me perguntavam a receita. Infelizmente a receita é amarga, porisso guardei-a para mim.
Depois da ceia, a hora do amigo secreto. Mas antes uma supresa: a Daniela ficou noiva naquela noite e o casamento foi marcado para o dia 29 de Janeiro. De 2005 !!! Muitas emoções para todos!!! A Cássia quase morreu de dor de cotovelo, pois está tentando levar meu primo Márcio para o altar fazem anos…
Voltando ao Amigo Secreto, a protagonista do “Mico da Noite” foi a minha prima Sílvia (ou Silvú, como a chamo carinhosamente), que simplesmente esqueceu de levar o presente para o seu amigo secreto e teve que dar um presente “de consolação”. Ela tomou uma vaia coletiva!!!
As bricadeiras do Tio Oswaldo, o sotaque “meio russo, meio brasileiro” que é a marca registrada da minha Tia Tânia, as trapalhadas da Tia Mariazinha, a alegria e alto astral do meu primo Bruno e tudo o mais foi devidamente capturado na minha filmadora, para a eternidade.
No dia seguinte, ou seja, hoje, foi o dia do Almoço. Com a determinação ainda em alta, passei na casa de meus filhos e levei-os, além da Chandra, para a Penha. Foi a primeira vez que saio com o Luígi sozinho, e estava bem apreensivo, pois ele requer cuidados especiais e eu não tenho nenhuma prática… Foi muito legal: Eu, Giovanna, Luígi e Chandra no carro indo para a Penha juntos. Mas posso dizer que deu tudo certo; até fraldas eu troquei (bem, ajudei a trocar…).
Depois do almoço curti bastante os primos, sem desgrudar do Lú e da Gígi (meus filhos). Até de moto eu andei, reacendendo o meu desejo de voltar a ter uma, e já que agora nada me impede, pode ser que em breve termos novidades motociclísticas com a inauguração de mais uma seção do blog: o Mondo Motto. Reacelera Rubino!!!
Assistimos um filme, tomamos um café e ficamos lá reunidos curtindo os laços de uma família maravilhosa. Tudo isso recarregou as minhas baterias com a energia do Bem.
E de imaginar que o Natal desse ano estava sendo desenhado para ser diferente do que foi, eu começo a acreditar que Deus escreve certo por linhas tortas mesmo.

2 comentários sobre “O Natal dos Rubinos

  1. O Natal dos Rubinos são sempre divertidos e a cada ano algo hilário acontece, pois é, este ano foi o meu mico, digo, king kong,, o feitiço virou contra o feiticeira…..
    Mas o melhor de tudo é ver a família Rubino reunida.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s