O Desapego

O Apego é a não aceitação da impermanência das coisas.
A mente apegada aos fatos, acontecimentos e pessoas é incapaz de perceber a sua essência.
Quando temos algo querido ou pensamos ter a posse de alguém que muito amamos, sofremos ao nos separmos dele. O ciúme é o resultado do apego, que é o medo de perder. É importante perceber a diferença entre o “amor real” e a “relação simbiótica”…
Essa relação simbiótica leva ao “apego defensivo”.
Denominamos “apego defensivo” o mecanismo de fuga da realidade, utilizado, de forma consciente ou não, por pessoas que possuem um constrangimento auto-imposto proveniente do medo de amar, ou mesmo de se perder na sede de amor por objetos, pessoas ou idéias e de serem absorvidas por enorme necessidade de dependência e submissão fora do próprio controle.
Esse “desapego de proteção” tem como base profunda um processo mental ativado tão logo o indivíduo perceba algo ou alguém que tenha grande significado para ele, e que, se o perdesse, seria muito doloroso. Ele adota uma atitude de contenção dos sentimentos e se isola com indiferença e desprezo diante de seu mundo sensível.
Declara-se desinteressado e frio, mantendo por postura íntima o seguinte pensamento: “Eu não me importo”, quer dizer, “Não abro as portas para o meu sentimento”. Assim ele não se sentirá frustado ou ameaçado pelos conflitos, porquanto supõe ter atingido um “real desapego”, quando na verdade, apenas utiliza uma desistência da expressão, do anseio, da vontade, da satisfação e da realização pessoal, ou seja, restringe e mutila a vida ativa.
Hammed


As fichas continuam caindo para mim. Agora o que me resta é continuar no processo de autoconhecimento e o momento é a busca do “desapego saudável”, que é uma vivência que leva ao crescimento íntimo e a uma expansão da consciência. Esse “desapego saudável” que busco visa me conscientizar que as coisas vêm e vão na minha vida e que preciso adotar a prática de desapego em relaçção a elas… O apego é memória da dor ou do prazer passado que carregamos para o futuro… Atrás de cada sofrimento existe um apego.
Como é duro se sentir alvo do “desapego defensivo”…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s