BECO é a saída!!!

Hoje: PSYTRANCENATION no BECO.
Se você não tem o que fazer hoje? O BECO é a saída!!!
Rubis começa sua carreira de DJ, e onde será a saída? O BECO é a saída!!!
Toda a PSYTRANCENATION na PSYTRANCENATION !!! Hoje no BECO.
Não sabe onde fica o BECO? Fica num beco….

Anúncios

O Demo na Mídia

Até spam de festa em SP eu estou recebendo... Os caras são totalmente sem noção... queimando o filme...
Algo assola o ser humano nos dias de hoje: a publicidade não solicitada. Na verdade a publicidade NUNCA é solicitada, e só por isso ela hoje já me incomoda. Mas quando a coisa toma ares de tsunami, de peste endêmica, eu fico preocupado.
Você para o carro no sinal (paulista chama o semáforo de sinal; os gaúchos chamam de sinaleira…) e vem 10 meninas distribuidoras de papelzinho. Eu respondo com um sorriso (nessa nova fase zen, pois antes nem olhava) e rejeito,
Na internet começou com o e-mail. Bons tempos quando só se recebiam mensagens eletrônicas de amigos. Hoje o spam praticamente matou o email.
As pessoas partiram então para deixar mensagens curtas pessoais nos scraps do Orkut. E isso “era” interessante, pois como os scraps são abertos para todos do Orkut, virou regra ir “fuçar” nos scraps alheios, vendo o que um escreveu para o outro. Eu não faço isso, mas me disseram que muita gente faz… Quaaaa!!!
Mas então começaram a fazer spam também nos scraps. Passei a receber diariamente dezenas de mensagens sobre festas, e é claro, muitas repetidas. que chato: você pensa que alguém lembrou de ti e te mandou um recadinho, e quando vai lá ler é um span de uma festa que só vai acontecer em Novembro, sendo que nem estamos em Outubro ainda… eu estou apagando direto: postou convite para festa ou para comunidade eu apago.
E agora temos um tipo diferente de spam: anúncio de festas nos nicks do MSN. Bem, colocar mensagens sobre as festas na linha de comentário, que é a quela linha debaixo do nome, eu até acho ok, mas a galera não está mais colocando nem o nome, só as infos da festa. Daí fica uma situação louca: Você tá no MSN e aparece: “ILUSION 13/9” entrou… Mais um pouco: “PSYEXTREME line up killer” entrou. Logo depois “ILUSIONS 13/09” entrou, mas já é outra pessoa. Que saco!!!!
O próprio MSN traz publicidade na janelinha principal. Se você pede para iniciar uma conversação com vídeo, é obrigado primeiro assistir um comercialzinho… Que chato…
Aqui no MondoVR, é lógico que anuncio as festas também, mas essa publicidade não invade o espaço de ninguém, só lê quem entra no blog. Não é uma publicidade não solicitada.
Eu tenho sérias dúvidas da efetividade da publicidade não solicitada hoje. Algo que te agride, não pode te motivar ao consumo. E eu que estou fazendo a opção pelo mais simples, estou achando que toda a publicidade é do mal.

For Sale…


[Itacaré/Bahia/Brazzzil – photo by Rubino – click to zoom]

Let the rhythm take control

VR2 RunningTreino de hoje na pista da ESEF. Aquele asfalto continua esburacado… Treinei bem leve com receio de lesões pelo impacto no piso duro, mas mesmo assim melhorei o tempo. Uma fisgadinha atrás dos joelhos foi o limitador de hoje.
4 km em 10 voltas: Fiz três voltas marchando forte, seis em trote lento e uma caminhando “para soltar”…
Tempo de hoje: 33’57” (redução de 2’23”)

Pão e Vinho

Rubilino, Pão e Vino
[nem clica que nada acontece]
E hoje o cardápio do Rubistrot foi… Pão e Vinho… Mas até que nem tão só pão e vinho assim!!!
Vinho para mim, desde a minha migração argentina para Rosário, só Malbec. Malbec, para quem não sabe é um varietal de uva tinta que só tem na base dos Andes em Mendonça / Argentina. Forte sem ser desgraçadamente forte.
E pão… tem que ser os Bons Carboidratos… Leitores do Mondo devem saber ao que eu me refiro, pois esse assunto é recorrente, mas hoje eu exagerei… Pão “au levain” integral da Barbarella, acompanhado de salame, queijos (muitos queijos) e manteiga. Perfeito…
E no RubisTheater, rolando o Wander no Acústico MTV.
E já que eu “não consigo ser alegre o tempo inteiro“, me “entorpeci bebendo vinho“…

O importante é competir

VR2 RunningParece até mentira: o último artigo do Mondo Marathon data de 30 de maio… Que nostalgia… Como era bom correr. Como me sentia bem…
Hoje resolvi sair desse marasmo. Não corria desde maio e parei o Body Pump em Junho. Maldito inverno porto-alegrense… O resultado foi óbvio: perda total do condicionamento e alguns quilinhos a mais.
Calcei meus Reebok Premier Lite, e me mandei para a pista da SETE. Tinha que começar em alto estilo. Pena que a pista não continua a mesma. Está toda com defeitos, o tartan descolando, uma pena…
Encarei os 15 graus desta tarde ensolarada e comecei a caminhada forte para aquecer. Depois fui alternando uma corrida leve com um trote lento,ou seja:
10 voltas em 36’26″… Que saudades dos 21’58” cravados em Março para o mesmo trajeto…

O Amor é uma Droga

balinha por balinha, prefiro o Halls Strong...
[fotomontagem by Rubis]
As Drogas trazem um isolamento do sofrimento, mesmo que esse isolamento seja tênue e temporário. E daí vem o prazer do usuário. E a dependência… A função primordial do uso de drogas na sociedade é, antes de obter o prazer, é o de evitar o pensar, é de não sofrer. Você obtém a expansão da consciência com sob o efeito das drogas. E assim, de repente, tudo está bem!
A utilização as drogas, infelizmente, traz consequências negativas. Você agride o seu “Templo na Terra”, que é o seu corpo físico. Com o tempo o uso das Drogas leva a um isolamento, porque o drogado não consegue manter relacionamentos profundos e duradouros com seu semelhante. O mergulho nas Drogas é o aniquilamento do “Eu” e do “Nós”, ou seja, do teu posicionamento no mundo.
As drogas viciam. O usuário eventual se transforma no dependente, e esse processo é invisível para quem o está vivenciando. De repente você se percebe fazendo tudo pela droga. Dizer “eu não me vicio” é no mínimo uma aposta alta e arriscada.
Porém existe uma outra via para a isolar o sofrimento, com resultados fortes, permanentes e sem efeitos colaterais. Essa via é a via do Amor Incondicional.
O Amor nesse sentido também é uma “Droga”: se você ama incondicionalmente, você não pode julgar algo ou alguém. Ao parar de julgar, pára o pensamento. E assim pára o sofrimento. Você sente o prazer intenso em seu próprio Ser e na contemplação do Outro. Não é mais necessário ir buscar a sua “droga” na vila ou no “carinha da festa”: ela já está dentro de ti, bem lá no fundo. Você desperta para a Verdadeira Consciência! E assim, também, de repente, está tudo bem!
O Amor é uma “Droga”, mas com efeitos contrários: você passa a cuidar mais de seu corpo, entendendo a dádiva e a importância que ele tem para a sua existência. O Amor leva à expansão de seus relacionamentos, obtendo-se relacionamentos profundos e duradouros com seu semelhante. De certa maneira o Amor, como as Drogas, leva ao aniquilamento do “Eu”, do Ego auto-centrado. Você passa a perceber um pouco de você no outro. Entende que todos somos um. O Amor assegura o teu posicionamento no mundo.
O Amor vicia. Você manda um pouco de Amor e recebe-o de volta. Quem recebe o Amor automaticamente passa-o para frente. De repente você se percebe fazendo tudo com Amor.
Eu dei uma “pegadinha” nessa droga do Amor. Mas eu não me vicio, não!!!!! Quaaaaaaaaaaaaaaaa!!!

Vamos combinar, né?

e ainda por cima se achavam...
O que será que passa na cabeça de uma guria para sair assim? Será que a lingerie também é da cor do sapato e da bolsa???
Vamos combinar, né ?!?!?!

Não te ilude!!!

Não se pode criticar um botão de rosa por ele ainda não estar aberto... Mas também não dá para se contentar com ele sempre fechado... Não te ilude!!!
Você pensa: “Dane-se: eu sou assim e pronto!”.
Justificar e defender posicionamentos, mesmo sabendo-se no íntimo que são posicionamentos questionáveis, nada mais é do que uma defesa do Ego.
Desculpar as suas faltas pela sua natureza não muda a natureza das suas faltas” – Thomas Harris
Ao “entender” a natureza das suas falhas, dilui-se a defesa do Ego, e assim nascem duas coisas: o auto-perdão e a aceitação do que já “é”.
E com esses dois fundamentos você passa a trabalhar a natureza das suas faltas e assim também passa a compensá-las.
A compensação não se dá com boas intenções, mas sim com boas ações.
Você não é “assim e pronto!”. Você está assim: “não pronto“…

Na Dimensão das Libélulas Felizes – 4

Todo mundo sabe, ninguém quer mais saber, afinal amar ao proximo é tão demodê...
E a PsyTrance Nation não “nega fogo”, e encara mais uma peleja de arrepiar! Continua a saga do SushiWars, e dessa vez coincidentemente com mais uma Libélulas! A quarta Libélulas!!! Velocidade Impressionante…
O treinador e formador dos Suhis Suculentos Intergalácticos do Mal foi o CAUE, que arrasou no sabor, na disposição e na mastigação dos Malditos.
No RubisTHEATER rolaram ininterruptos vídeos da AKASHA, Transcendence, HollyWood Rock 93 com Rubis e DeFalla (???) e o já figurinha carimbada… Garapiá!
No final os Sushis pareciam que iam ganhar, mas sucumbiram aos hashis lasers da Trance Nation.
Rubis até arriscou um ultra-mini-desprezível Live de Proggy, enquanto a Fernada cortava a Tradicionalissima Torta de Maçã de sobremesa.
De olhos (com os vídeos) e estômagos (com os sushis) repletos, só nos restou ir dormir e esperar pela próxima Dimensão das Libélulas Felizes