Entrevista da VOID na íntegra!

...não cabe aqui na minha mão, na minha mão...
Veja na íntegra a entrevista da VOID com Vicente Rubino. Na revista só foi publicado o TOP 5 das músicas para “fazer neném”…


VOID: Qual a relação da música com o sexo pra ti? Pra ti é essencial música na hora H?
RUBIS: Na hora H, a melhor música para mim é o gemido de prazer da mulher. Mas a escolha da música também vem do envolvimento que você tem com a parceira: não adianta escolher algo que só agrade a um. E isso vale para o sexo também…
VOID: Tu acha que tem uma música para criar o clima, uma para a hora H e outra para depois?
RUBIS: Acho que não. Se a escolha foi bem feita no início, é melhor deixar rolar. É dificil lembrar de trocar de CD antes da hora H…
VOID: Sexo é melhor com ou sem música?
RUBIS: Sexo é melhor com amor, assim como também é melhor com música. Mas nenhum dos dois é imprescindível…
VOID: Tu acha que a música pode influenciar nos atos das pessoas (no que diz respeito ao sexo)?
RUBIS: Como música é emoção, ela afeta diretamente os atos das pessoas: se a música for inadequada, é até possível que a libido vá embora, mas se a música entrar na composição do clima do momento, pode-se até entrar em sexo tântrico, e a relação durar horas…
VOID: Se a vida tivesse trilha sonora, qual seria a trilha para as tuas Cenas de sexo?
RUBIS: Isso depende muito, pois existem situações, momentos e pessoas diferentes: daí ter uma trilha sonora padrão poderia limitar as emoções. Eu deixaria com o “contra regra” a minha coleção completa de 120 GigaBytes de MP3, para poder estar preparado para qualquer contexto!!!
VOID: Pode listar um Top 5 de músicas para trepar?
RUBIS: Aí vai:
Cherry Blosson Girl – AIR
I touch Myself – Divinyls
Inpiration, Expiracion – GOTAN Project
CD2 da Coletânea TANTRA TRANCE
Meu Pintinho Amarelinho – Gugu Liberato
VOID: Algo mais a acrescentar?
RUBIS: Para atingir o nirvana sexual, nada melhor do que os sons etéreos e estéreos do “Rubis Live”, nas festas open-air de psytrance…

3 comentários sobre “Entrevista da VOID na íntegra!

  1. Dado o estrondoso sucesso da matéria MUSICA PARA FAZER NENEM, na revista VOID n. 12, e aos inúmeros comentários à minha escolha musical presente no referido artigo, venho em público esclarecer, definitivamente, que o “dito cujo” não é amarelinho, e nem atende por qualquer apelido que seja no diminutivo.

    Curtir

  2. Rubis: Como estou por dentro das músicas para fazer nenem,vou apenas comentar um termo italiano que aprendi la na serra,Nova Prata,é o seguinte,”VAMOS COCOLAR”. Traduzindo para o nosso dia a dia quer dizer,FAZER CAFUNÉ,Fazer massagem suave,carinho,dar uns afagos.A moda agora é COCOLAR tomando uma cerva,escutando um som,numa barraca,vendo um bom filme,na cama e aonde der……….. BOAS FESTAS !

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s