Dicas Corporativas, by Rubis

A crise no emprego está grande atualmente. As pessoas não gostam do que fazem e ganham mal. Não sei se ganham mal porque não gostam do que fazem, ou se não gostam do que fazem por que ganham mal. Não importa… Porém nesses anos de vida corporativa, aprendi que as pessoas só nos pagam para fazer o que não sabem, ou para fazer o que não querem….
É bem melhor arrumar um emprego para fazer algo que as pessoas não sabem, pois assim você é mais valorizado! Se teu chefe não sabe fazer o que você sabe, ele passa a co-depender de seu trabalho e assim você tem seu valor respeitado.
Mas se você faz apenas o que os outros não querem fazer, seu trabalho é injustamente comparado ao de uma máquina, e assim teu reconhecimento como ser humando é menosprezado.
A crise no emprego está realmente grande. Mas não há crise no trabalho. Percebes a diferença? Aquela relação idealizada de emprego já está no fim: uma posição estável, com 1001 benefícios, férias e depois de alguns anos… uma folgada vida de aposentado. A Previdência está quebrada e a situação só tende a piorar!!! Mas o trabalho é algo que sempre vai existir!!!
O que vai garantir o nosso dia-a-dia hoje, e o nosso futuro amanhã, é o nosso trabalho que advém de nosso talento. O talento não é fazer algo que os outros não querem e sim executar com maestria aquilo que é único em nós, que é o nosso dom maior.
Não moldes tua receita de sucesso nesse mundo de ilusão que é aquele que entra pelas telas de nossas tvs, onde é necessário pisar na garganta de teu companheiro de trabalho para você ser promovido e que a tua realização é mensurada pelo tamanho do automéovel que vai ocupar a tua garagem.
Fazer o que você sabe fazer bem é a coisa a ser feita. Nada mais importa.

4 comentários sobre “Dicas Corporativas, by Rubis

  1. Mas hoje, a dificuldade é “saber o que escolher”, ter certeza de algo isso sim é dificíl prever. Nós somos muito influenciados pelo meio externo,não?

    Curtir

  2. leio o q esta escrito aqui mas não compreendo, porém o que compreendo acho interessante…
    gostaria de manter contato, elucidar melhor suas mensagens me manden um e-mail esclarecendo o prq disso tudo, música eletrônica,paz,comidas, acampamentos, natureza tudo q eu gosto por favor me falem alguma coisa sou do interior e moro e estudo aqui em poa.
    Nova Era? soa familiar…

    Curtir

  3. Só acho que você dizendo que seu chefe depender de você pois não sabe fazer tal tarefa, é meio simplório, visto que devemos dividir ao máximo nosso conhecimento pra não nos tornarmos reféns de nós mesmo, ou seja, dsescentraliza o ensinamento, e busca algo novo, pois se não continuarás sempre na mesma tarefa, afinal tu é aquele que sabe executar tal coisa…. Penso, não que reflita a verdade, que devemos sempre estar preparando pessoas pra te suprir, pois nossa tendência e galgar mais passos, pois temos um Q a mais de humano e relação com o próximo que faz a diferença.
    Abraço

    Curtir

  4. Bem… talvez se “a pessoa te contrata para suprir o trabalho dela” issso é o segundo caso que eu disse: fazer o que elas não querem fazer…
    Mas sem duvida essas são classificações genéricas, mas de qualquer modo indicativas de tendências de como os “empregos” sao gerados…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s