Diálogo com o Universo

Curitiba viverá novos dias de “capital brasileira da Ufologia” durante o próximo Carnaval, quando ufólogos de todo o país e outras seis nações se reunirão
Começa sábado um dos mais respeitados congressos sobre Ufologia, o VIII Diálogo com o Universo. O evento. em comemoração ao 25° aniversário do Núcleo de Pesquisa Ufológica – NPU, acontece em Curitiba e conta com uma programação especial.
O 34° Congresso Brasileiro de Ufologia Científica acontece em Curitiba, no Paraná, e contará com ótimos palestrantes do Brasil, Chile, Peru, Espanha e Estados Unidos que falarão, além da Ufologia, sobre parapsicologia, ciência e espiritualidade, além de ministrarem workshops.
O VIII Diálogo com o Universo acontece de 17 a 20 de fevereiro, no auditório da Antiga e Mística Ordem Rosacruz, AMORC. A abertura será no dia 17 às 13h00 e o valor da inscrição é de R$ 70,00.
Entre vários conferencistas internacionais e nacionais teremos a presença de LUIZ GONZAGA S. DE PAULA – Arquiteto, escritor, conferencista, sensitivo, autor de diversos livros entre eles: “Contagem Regressiva” e “A Herança de Elisa”, diretor do IPTA – Instituto Projeto Aurora, entidade que congrega uma rede aquariana de estudos, pesquisas e vivências em Amasofia, idealizador do CEDEP – Centro de Ecotecnologias e Projetos Sociais e do CEPEP – Centro Aquariano de Estudos e Pesquisas Paracientíficas. Ele vai palestrar sobre o tema Projeto Aurora – Ufologia Holística em Ação.
(fonte site da Revista UFO)


Eu gostaria muito de estar lá, mas vou estar envolvido em algo muitíssimo relevante também… (veja cena dos próximos capítulos)

Tá “Tum”…

Detalhe do quadro CORAÇÃO DE JESUS de Tarsila do Amaral
Ouvir o próprio coração. Nunca havia tido essa dádiva antes!
Não estou falando em ouvir o coração usando um estetoscópio, como os doutores fazem. Falo em realmente ouvir o coração, pulsando dentro. Ter a percepção do som do coração.
É algo totalmente mágico, divino… É o som que ressoa vindo de dentro e ao mesmo tempo é a sensação do som que vem do Universo.
Ouvir o próprio coração é o ápice da concentração. É o Nirvana da Existência: é a certeza da imensidão que habita o nosso Ser.
Tenho falado para as pessoas que para “entender a Mensagem” tem-se que ouvir com o Coração e não apenas com os ouvidos, já que a mente aplica filtros ao que escutamos, e assim se perde o sentido verdadeiro da mensagem.
Ouvir com o Coração é criar dentro de sí a convicção.
Eu já tinha ouvido com o Coração. E talvez porisso agora, me foi dado o privilégio de poder “ouvir o Coração”.
E ele me diz que tudo está Perfeito, tudo está em Paz… Tum-tum, tum-tum, tum-tum, tum-tum… Amém!


Se meus irmãos soubessem o que é que vem fazer, saíam bem limpinho, pois o meu Pai tem poder.
Este é o poder. Esta é a verdade: Quem não ama com firmeza sempre carrega a maldade!
Eu gosto de dizer, também gosto de mostrar: Tá… tum… Veja aonde está!
Quem não souber o que é, puxe pela consciência. Quem ama com lealdade sempre rende obediência.

(Aqui eu Recebi – Padrinho Sebastião)

Confias no que vê?

“Ao examinardes o que se passa entre vós e em vosso mundo, o que vossos olhos são eles capazes de ver?”
Conheço várias pessoas que querem provas para tudo. Que só acreditam vendo. Que dizem: “se não pode provar, não pode existir”. São os Céticos. “Cético” é uma postura científica e prática, em que alguém questiona a veracidade de uma alegação, e procura prová-la ou desaprová-la usando o método científico.
Eu também fui assim. Era (sou?) Engenheiro. Engenheiro Naval! Engenharia é da área das Ciências “Exatas”. Adoro esse termo: “Ciências Exatas”. Por que assume a existência das Ciências Inexatas… Como Engenheiro Naval, fiquei “a ver navios”… Mas ainda hoje, em minha nova profissão, como Auditor de Sistemas de Gestão, ainda tenho que evidenciar para aceitar… Ver para crer.
Não é ruim querer saber a Verdadeira Verdade e então questionar. O que é ruim é fechar os olhos para as explicações que fogem ao senso comum dos 5 Sentidos… A Ciência não explica tudo (hoje).
Quando se começa a trilhar o caminho da Busca, e em certo momento consegue-se sair da estreita trilha da nossa Ciência atual, percepções se expandem em novos Universos. Talvez por isso, atualmente uma grande quantidade de Físicos tornaram-se místicos ou religiosos.
Se você não acredita e não percebe, não sou eu que tenho que provar nada para você. A busca é individual. Porém, você pode estar pensando que essa sua ciência ou esse seu ceticismo está levando-o a evoluir, cada vez mais alto, em espirais, ou levando-o a cruzar novos círculos de conhecimento…
Confias no que vês? O que enxergas abaixo???
spiral_circles.jpg
Espirais ou Círculos?
crossing_circles.jpg
Círculos se cruzando ou Círculos Concêntricos?
Enquanto estivermos presos à ilusão dos 5 sentidos, estaremos cegos para a verdadeira essência das coisas…


Continuar lendo

De novo, os Sinais…

Sinto algo diferente. Diferente do normal sentido no dia-a-dia, mas não diferente de algo já sentido antes.
Uma sucessão de assuntos transcendentais em várias reuniões durante esse dias.
Sexta: mutirão, onde mais uma vez, em contato com a natureza, a conexão com essa energia se estabeleceu.
Sábado e Domingo: passamos pelo problema do lixo e a consciência humana, observados na festa Outro Mundo.
Terça: conversas sobre rituais da floresta, em plena mesa redonda de aniversário de uma amiga.
Quarta: estamos em outro E.T., dessa vez abençoados e ao mesmo tempo chamados à responsabilidade pela grande realização que se fará necessária na Nova Era.
Quinta: conversas sobre o Bem e o Mal, em mais um Almoço Filosófico
Sexta: almoço vegetariano com a outra metade do 11:11, onde a Mensagem é repassada. E de noite talvez role um sushi-wars
Sábado: Trabalho de Cura no terreiro de Juramidam.
Domingo: Abertura do 8.o Portal

Já havia antes sido assim em anos passados e desta vez não foi de todo diferente, apenas em maior intensidade…
Eis o motivo de tal sucessão incrível de fatos e da energia que permeia a tudo nessa semana. Estamos em meio das energias de mais uma abertura do Portal 11:11.
O ponto chave de ativação do oitavo portal será na Ilha de Maiorca, na Espanha. Para lá serão dirigidas as primeiras manifestações dessa imensa energia em nosso planeta. Para aqueles que ainda não sabem, 11:11 é uma espécie de novo código que nos foi transmitido quando encarnamos. É um código que nos conduz ao despertar, é um portal interdimensional que se abre e que podemos atravessá-lo conscientemente. Quando os portais se abrem e decidimos atravessá-los, nossas vibrações energéticas se transformam e nosso nível de consciência se expande e nos coloca em união com a energia maior do universo.
Este é o oitavo portal, numa seqüência de 11, e no final de 2011 vivenciaremos o final de um grande ciclo, quando os portais se fecharão definitivamente.
Não se controla essas energias. Não se vê o poder do 11:11 se você não é um dos seus Visionários. E você não se lembrará de sua verdadeira Missão, se não tiver a Fé de seguir os Sinais.
Vamos Aliens, Vamos Além!!!

Momentos Leiturísticos…

Leituras de Sampa
Leituras do Cerrado
Férias: tempo de viagens, descanso, diversão, reencontro com a família e… livros…
Essas férias de fim de ano foram muito produtivas em termos leiturísticos… Ah ah ah… sacaram o trocadilho??!?!
Doutrina e Teologia da Umbanda Sagrada (Rubens Saraceni): Mostra que a Umbanda não é nada daquilo do que os preconceituosos (e eu já fui um…) acreditam. Saraceni vai descrevendo, de uma forma repetitiva as vezes, como é o reino dos Orixás e suas energias… São Sete esses Reinos… Queria reler esse livro, já que não dá para captar tudo em uma rápida leitura. É um livro de cabeceira, para frequentes consultas futuras…
11:11 A Abertura dos Portais (Solara): Já tinha visto esse livro num encontro do 11:11, mas agora consegui entrar dentro de suas idéias através da leitura. Não é uma leitura fácil, a autora viaja sempre na maionese, e significa mais do que o 11:11 propriamente mostra. Mas cada um com o seu Chamado…
Seth – A Natureza da Realidade Pessoal (Jane Roberts): Quem assitiu o filme “O Segredo” vai se sentir a vontade com esse livro. Seth, uma entidade angelical, canaliza através do canal Jane mensagens sobre quem realmente somos nós. É um tratado sobre psicologia e muito mais. Estou lendo o livro: uma leitura delicada, cheia de reflexões e paradas para meditação. Esse livro foi escrito no começo da Convergência Harmônica, sendo portanto contemporâneo às primeiras canalizações de Kryon.
Contagem Regressiva (Ben Daijih): É um tratado sobre a Cosmogenia, ou criação do Cosmos. E vai além, não olhando apenas para o passado, mas do ponto de vista privilegiado que nossos guias Espaciais possuem, podem ver toda a nossa “linha de tempo” “de cima”, e assim nos guiar nos tempos de transição que já estamos enfrentando.
“Estudai, escrevei, ensinai, levai para o maior número possível de ALMAS o conhecimento que vos tem ajudado no despertamento e realizai, tijolo por tijolo, as edificações que forem para vós concebidas, segundo as diretrizes especificadas e aquelas que o tempo ainda está por revelar, seja por conta de suas naturezas, seja por estarem ainda indeterminadas, cabendo-lhes ainda a luz da prática objetiva para se definirem completamente entre vós, diante de vossos olhos”. (Moláki)

Bem vindos à Nova Consciência.

Sim, “você” se acha importante!
Isso porque é o seu Ego que está no comando. O Ego é a pura inconsciência. Estar consciente é apagar o Ego.
Mas isso não é muito fácil. Na verdade não é difícil, mas requer empenho…
Primeiro tem que querer. E para querer, tem que ter alguns km rodados em seu desenvolvimento espiritual, pois só assim percebe-se que a “parada” é importante.
Depois de querer, tem-se que praticar, e muito. Meditação: parar a mente é a primeira lição.
Daí vem o sentimento da Unidade. Que na Verdade todos somos Um e esse Um vem da Terra, que é a Natureza.
Mas “você” se julga importante. E quando dentro da Ditadura do Grupo você encontra os “seus outros”, aí vira coisa de torcida organizada. Começam os gritos de “etchaa… raça… vamulá…” e descamba na absurda situação que presenciamos neste fim de semana.
Não é chato ser chato quando se é chato para o chato! Não tolere mais quem não respeita você!
Sim, “você” se acha importante! Eu não tenho pena nem raiva de você. Não aceito o ato, mas aceito a pessoa. Por que quem comete o ato babaca é o Ego Inconsciente.
Estamos mudando o nosso Mundo. Com o nosso Silêncio. Com a nossa Percepção. Com a nossa Comunhão com o Divino. Com os nossos trocadilhos “cultos” como forma de expressão de nossas idéias.
E “você” que se acha importante continua transformando o Outro Mundo, o Mundo em um Imundo. Continua fora. As vezes, tentando ficar em cima do muro, dizendo que “está mal, mas está bom”…
Então vou dizer a real: não tá bom, tá ruim e tá ficando pior.
Quem tá em cima do muro, eu to chutando pra fora. Quem tá dentro, é público e notório que está dentro. A novidade é: para quem está fora, as portas ainda estao abertas para entrar.
Bem vindos à Nova Consciência.

(EU QUERO) OUTRO MUNDO


[clica para ver fotos “do Outro Mundo”…]
Você recebe um potinho para guardar as cinzas e a bituca do teu cigarro, mas depois de fumar, você joga a bituca e o potinho no chão.
Você bebe álcool na festa e depois joga a garrafa e a latinha no meio do mato.
Você entra de tenis sujo dentro do chill out.
Você rouba as borboletas de decoração da festa.
Você passa a noite gritando no acampamento, não se importando se alguém na barraca ao lado tenta dormir.

Eu quero um “outro mundo”, não esse dessa festa…
Um “Outro Mundo” pede uma “outra” Consciência! Sentimentos de raiva para com essas pessoas que agem como descrito acima tentam se acomodar em meu ser, e eu me esforço em tentar apenas deixar esses sentimentos passarem, sem colar. Deixar passar o sentimento, porém deixar passar a situação “em branco” nunca!!!
Não consegui permancer na festa do jeito que estava lá. O “Outro Mundo” foi a festa mais suja que eu já fui. O lugar era lindo e o público simplesmente destruiu a harmonia do lugar. Não dava para ficar no chill out. A pista estava insuportável. O acampamento também um lixo.
O Calliari postou no PsyRs que no Garapiá, estarão “restringindo o número de pessoas, e queremos convidar aquelas que realmente tem consciência e respeito pela natureza. Se você acha que jogar uma bituca no chão de uma área de mata nativa ‘num dá nada, é só uma bituquinha’, por favor, não vá ao Garapiá…”.
Pergunto-me: Por que pessoas que “não tem consciência” não podem ir para o Garapiá, mas podem ir para o Outro Mundo?!?! O local também é no meio da Natureza e é bastante bonito…
Para responder essa pergunta temos que responder outra pergunta antes: Como enfrentar o dilema “fazer uma festa limpa” X “ter lucro na festa”? Difícil dilema esse. Pois nessa festa que sobrou público, faltou limpeza, faltou cestas de lixo, faltou banheiros, faltou água nos banheiros (que nojo), faltou consciência. Como então estávamos lá? E o dilema maior, realmente o maior de todos é: Como ter a coragem necessária para sair do mundo de ilusão?
Os meus amigos da Egrégora pareciam abatidos com a sujeira. A grande parte do público não parecia se importar… na verdade, nem pareciam estarem lá. Eles vão postar na PsyRS que a “festinha tava bala”.
Então é isso. Apreciem as fotos que acompanham o artigo. Talvez você ache algum lixinho que você tenha jogado. Que legal, né? Etchaaa!!!!


“Não vos iludais sobre o que se passa em vosso mundo… O mal não destrói o bem. O bem, da mesma forma, vale vos dizer, não destrói o mal: ilumina-o para que se revele e, revelando-se, desapareça para sempre, perdido meio às suas próprias ilusões, ilusões de poder”. Dzariman