TRANSFORMERS (-se)

Meu N80 também se transforma num monte de coisas.... eh eh eh...
[nada a ver com o filme, mas achei bonitinho esse celular transformer. Clica na foto!]
Acabei de chegar do cinema. Fui assistir TRANSFORMERS…
Um excelente passatempo: Efeitos visuais maravilhosos, fazendo os demais filmes de ação que o antecederam parecerem filmes mudos e preto e branco… E o som do filme!!! Nunca visto… Ahahaha, ou melhor dizendo: nunca ouvido! Se você tiver a sorte de ir num cinema de primeiro mundo como eu fui (Unibanco Artplex) ou ter um Home Theather com som 7.1 amplificado a mais de 5000 Watts RMS, você saberá do que eu estou falando. O som é metade do filme.
Como todo filme americano de ação tem aquelas patuscadas e patriotadas de sempre, mas como estou vacinado contra isso, nem me incomodei. O filme é bom mesmo como uma diversão de ação.
Porém, numa análise mais profunda consegui ter altos insights com esse filme. A Terra é invadida por “coisas” que os humanos chamaram de “vida não-biológica”, como se dando a exclusividade de vida a algo parecido com o que conhecemos como nossos animais e os seres humanos. Vida e Inteligência podem ser não biológica sim, e é! Vida (e Inteligência) é transcendental, é alma, é Nous, é Espírito e é Deus. Quanta inteligência e vida existem nos elementos monoatômicos e nos cristais? Não sabe né? Basta se lembrar que os cristais estão dentro de todos os relógios e equipamentos eletrônicos modernos. Que a areia da praia (silício) é o que constitui os processadores dos computadores. Nosso corpo é uma magnífica máquina, um universo completo até, porém a Vida e a Inteligência não dependem só dele, pois se assim fosse não haveria Morte Física.
E tive outro insight, esse mais revelador! Há alguns anos atrás, quando descobri e desenvolvi o meu lado emocional, passei a lamentar o tempo de minha vida no qual eu era “apenas” racional. Porém, as máquinas TRANSFORMERS do filme eram totalmente racionais, pois estavam firmadas num objetivo, e para cumprí-lo andaram numa linha de conduta firme e perfeita. “A emotividade serve para tratar com as nossas limitações pré-divinas”. Anotem isso.
Ser racional é usar da Razão. A Razão com Erre Maiúsculo pressupôe uma condição além da humana. Deus Geometriza, em primeiro lugar. A ordem e a perfeição não estão sujeitas a interpretações de quaisquer espécies. A Beleza de uma flor e de uma teia de aranha apenas “é”. Apesar de nos inspirar sentimentos nobres e belos, tudo isso nada mais é do que o objetivo final que uma Razão designou. Para totalmente ter firmeza, é preciso estar totalmente certo…
As Máquinas, no filme, eram muito mais evoluídas que os humanos. Enquanto os humanos se debatiam em coisinhas emotivas como poder, atração sexual, medo e raiva, as Máquinas cumpriam o seu objetivo.
Emoção é bom. Mas o emotivo não é melhor que o racional. Transforme-se!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s