O Toque

Dia de Trabalho. Na verdade: Trabalhos
Acorda, faz café, checa emails, toma café, responde emails, passeia com o bicho, toma banho, faz a barba e sai para trabalhar.
Trabalho legal: início de implantação do sistema de gestão. Vai no Cliente, visita novo depósito, reunião com empresa de Internet, reunião com a Representante da Direção.
O sol se põe. O escaldante calor de mais de trinta graus do inverno (?) porto-alegrense, muda para uma suave brisa ao chegar nos campos de Belém Novo. Belém Novo… Lá no C.H.A.V.E. sempre é frio, mesmo num dia como o de hoje.
A Madrinha Júlia já estava em nosso sítio. Ela é uma pessoa muitíssimo especial. Ela acompanhou o Padrinho Sebastião em todas as suas andanças pela Floresta, e ajudou-o desde o começo do assentamento no Céu do Mapiá. Você pode não ter a dimensão do que isso significa, mas eu posso ter uma idéia, pois estou vendo o quanto é difícil mobilizar meia dúzia de irmãos para “uma subidinha na Serra”. Imagina a epopéia de se embrenhar com 300 pessoas no meio da Floresta Amazônica (no meio mesmo, e a Floresta é grande). E a Mad. Júlia estava lá. E hoje ela estava conosco! Viva!!!
Durante a Oração do Pad. Sebastião, uma conjugação de fatores fizeram a força se manifestar como nunca. A presença da Mad. e Comitiva (com o super violeiro Francisco), o nosso Sacramento (que está muito bom), a energia daquele lugar que eu chamo de
Jardim Celestial, que já foi palco de meu chill out e de vários trabalhos, enfim, tudo isso, despertou o entendimento da precisão de se estar alí, e do caminho percorrido para alí se estar.
Ninguém chega sem querer, tipo, na sorte… Tem que haver empenho, merecimento. E muita gratidão por lá se estar.
O Astral e a Floresta, deram-me o Toque. Mas eu pedi, pedi muito e peço sempre.
Benção, Madrinha!
[Mad. Júlia está com o cachecol branco. Photo by Rubis]
EU PEDI E TIVE O TOQUE
Eu pedi e tive o toque
Da floresta e do astral
Aqui estou avisando
Que devemos ser igual
Examinando o firmamento
O tesouro universal
Sinto profundo este toque
Deste Rei Imperial
Digo assim esclarecendo
E mostrando a todos que
Quem está neste caminho
Que procure compreender
Vou dizendo e quero ver
Esta oração vibrar
No coração de quem ama
Para sempre confortar
Digo sempre com firmeza
Pois sou capaz de provar
Quem é firme balanceia
E quem zombar pode tombar
Esta força balanceia
Faz as estrelas brilhar
Foge o vento das alturas
Treme a terra e geme o mar
A Meu Pai eu agradeço
Por esta compreensão
Todos busquem a Santa Paz
Para si e seus irmãos
(Oração Pad. Sebastião, Hino 13)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s