Ano Trisexto

Hoje é… 29 de Fevereiro! Uma data que só acontece de quatro em quatro anos…
Só que hoje é Especial… É uma Sexta-Feira. Sexta numa data Bisexta.
Então hoje é uma data “Trisexta“…

Anúncios

Dois Arroios.

Foto by Gilda
Arroio Mapiá. Céu do Mapiá. Amazônia. Brasil.
Céu. Nome apropriado para o lugar. O Céu do Mapiá é uma comunidade plantada no meio da Floresta Amazônica. Um local encantado, onde as pessoas vivem comunitariamente, trabalhando e se dedicando ao desenvolvimento espiritual. Um límpido córrego corta a vila. Vila onde moram pessoas simples, caboclos, além de pessoas de todo o mundo que lá encontraram a sua Missão. As crianças, inocentes em sua essência, convivendo harmonicamente com a Natureza. Nada de shopping, refri, troca-troca de celular. Elas brincam no Arroio, pulando da ponte e se banhando nas suas águas limpas. Seus sorrisos são puros.
Fotos by Rubis
Arroio Dilúvio. Marginal Ipiranga. Porto Alegre. Brasil.
DilúvioMarginal… Nomes apropriados para o lugar. A “Ipiranga” é um dos lugares mais feios da cidade. Um fétido córrego canalizado que corta a cidade, é residência para os desprovidos, que moram sob as pontes. As crianças, inocentes em sua essência, mas aos poucos estupradas pelo descaso da Selva de Pedra, ainda brincam no Arroio, pulando dos tubos que cortam o Dilúvio e se banhando nas suas águas contaminadas. Eu também ví sorrisos puros nos rostos daquelas crianças.
Muita gente está se iludindo se enganando ao negar para sí mesmo que não existem o Céu e nem a Marginália…
Mas os dois Arroios estão aí. E se você não está mais iludido, você pode fazer a sua opção.

Dieta Forçada

Cadê meu Cinamon Roll???
A Barbarella está fechada para reformas já há um tempão… E pelo jeito ainda vai demorar para reabrir. :^(
Acho que vou voltar a emagrecer… :^)

Uma das Últimas Poesias, senão a Última…

Tudo é só emprestado,
Nesta terra tão querida,
É ter sorte neste mundo
E gostar de sua vida.
Se um dia,
Não estiver mais,
Tudo aqui,
Preciso deixar!
Embora desejo “tantas” coisas,
Nada posso daqui levar!
Sejam felizes e se alegrem,
Pelo dia que vai chegar!
Ninguém sabe o que o Amanhã
Neste Globo vai te dar
Cada pessoa quer ter mais
Trabalhou muito nesta vida,
Mas… é tudo emprestado
“Nesta terra tão querida!”
Elly Rotermund Kohlmann – Escrito em Novembro de 1995

Reencontro

Rubis e TC
Esse fim de semana (como sempre) foi especial! Foi o “Aqui-Agora” do reencontro de Rubis e TC.
Eu conheci o TC no Alto Paraíso, na Trancendence, em Julho de 2005. Quando o via meditando no chill out, parecia que ele levitava, tão alto é o seu poder de “ir além”…
Meses depois, em Novembro de 2005, nós nos reencontramos na Psywalker, quando ele simplesmente surgiu no meio de meu Live Acústico.
Mais alguns meses depois (Dezembro de 2005), e em meio a uma multidão no Universo Paralello, eu vejo o TC bem na véspera da hora do reveilon, e juntos fizemos um ritual que foi o motivo de eu estar naquele outro “Aqui-Agora”.
Em Outubro de 2006, convidamos o TC para ele vir ao C.H.A.V.E., e lá realizamos o Festival Sol Lua Estrela, uma Celebração pela Nova Era. Momentos mágicos e inesquecíveis juntos.
Passaram-se mais uns meses, e já no reveillon 2006/2007, eu e o TC juntos novamente na Chapada dos Veadeiros, em meio ao Coração do Mundo, mais uma vez, comungamos a nossa união no Astral, sob as cachoeiras mais límpidas do Globo.
Depois disso o TC ficou um ano fora do Brasil, em meditação num Templo Zen-Budista.
E esse fim de semana, eu reencontro o TC em mais um local sagrado, que são os vales da região de Maquiné/RS.
Conversas em meio à trilhas na mata. Silêncio Zen sob as cachoeiras. Música em roda e Danças Hey-How. A consagração do Alimento.
Não é todo dia que eu vejo o TC, mas sua presença é tão intensa que parece estarmos sempre juntos. AHO!

Dedução 1:

As Pessoas Normais pensam que Os Profetas falam demais.

Definição 2:

O planeta MERCÚRIO é um “galetinho assado” que já passou do ponto…

Pergunta 1:

São João Batista era “Batista” porque ele batizava ou por que era o nome dele mesmo???

Definição 1:

O Amendoim é uma das melhores “coisinhas secas” que existe.

Andando para trás

Ontem a cidade de São Paulo atingiu a marca record de 6.000.000 (seis milhões) de automóveis emplacados na cidade. Isso fora os outros vários milhões emplacados nas cidades próximas e até de outros estados que por lá circulam.
E ainda por cima a venda de veículos está aquecidíssima: Existe uma espera de até 6 meses para a compra de caminhões. Já se começa a cobrar ágio novamente por alguns modelos de carro.
Ou seja: o que já está ruim, vai piorar. E isso não é pessimismo: são fatos que estão aí.
Daqui a pouco tempo, eu acho que os carros zero-quilômetros só virão com marcha a ré. Por que não vai dar mais para ir para a frente…