ISO 27001

Nessa semana de 01 até 05 de Setembro estarei IMERSO num curso de Formação de Auditores Líderes em ISO 27001 – Gestão de Segurança em Informação.
Informação é um ativo que, como qualquer outro ativo importante para os negócios, tem valor para a Organização e consequentemente necessita ser adequadamente protegida
A Segurança da Informação garante a Confidencialidade, a Integridade e a Disponibilidade da informação.
Então é isso. Só volto para o Planeta Internet na semana que vem…

Anúncios

Mais um…

crop20080825.jpg
Esse Crop Cicle apareceu na semana passada. E tem um 11 dentro dele!

Adeptus Jr.

Paz Profunda
Cinco voltas em torno do Triângulo. O Quinto Grau. E continua o caminho perene da Senda…
A Consciência nunca nos engana e é a verdadeira guia da Humanidade. Ela é para a Alma o que o instinto é para o corpo; quem quer que a siga persegue o caminho direto da Natureza e não necessita temer estar desorientado” (Jean Jacques Rousseau)

Humano Wars

Publico abaixo um e-mail recebido de meu amigo Claudio Sanchotene, apresentando sua visão a respeito de meu artigo FORMIGA WARS
“Rubis
Com tempo vais acertar os teus plantios. Por enquanto te digo, rapidamente, que as formigas são perfeitos amigos da natureza, e nossos também, portanto! Nós precisamos, para evoluir como especie, entender seus atos. Enquanto não os entendemos, podemos (e devemos) dar a outra face, isto é, não matá-las.
As formigas são muito sensíveis e decididas… e, quando percebem algo fora do lugar fazem o que podem para consertar…
No caso da horta, pelo que vi, aconteceu o seguinte:
Era um ecosistema estável, complexo, bio-diverso. Existia uma grande quantidade de microorganismos (bacterias, fungos), mesoorganismos (minhocas, insetos) e macroorganismos (plantas). O solo estava protegido do sol e da chuva, as temperaturas oscilavam pouco, álcalis (yang) e ácidos (yin) equilibrados…
Entao chegou o humano e… eliminou os macroorganismos, expôs o solo ao sol, aos ventos, aos raios cosmicos, à chuva, ao frio e calor; os micro e mesoorganismos perderam seu confortavel ambiente, ficaram “estressados”, fugiram e/ou morreram; o campo etéreo do local, que era grande e brilhante, esmaeceu, escureceu…
ENTÃO, as corajosas formigas tomaram para si o trabalho de patrulhar o local, eliminando (afastando) os seres fracos e inadequados à este ambiente mortal… e só permitindo ali nascer e crescer seres expressamente compatíveis. Quais são estes seres?… Os que ali estavam e deixaram raizes (se o humano permitiu!) ou sementes que formarão novas plantas, e outros seres, todos yang (com células pequenas e fortes)… que cobrirão o solo rapidamente (se o humano permitir).
O humano tenta “criar” neste solo plantas que ele considera bacanas, macias, “comuns”, encontráveis no Supermercado (plantas Yin,… com celulas gordas, frageis, adocicadas, produzidas com drogas e em ambiente baixo / prana por outro humano indiferente).
O humano, quando entender… vai AJUDAR a formiga, cobrindo novamente o solo, com folhas, galhos, cocô de vegetarianos… até que o cheiro de morte desapareça e o campo etéreo brilhe, e então, só entao, convidará outros macroorganismos pra morar ali.
Enquanto espera passar o trauma, semeia sementes, faz mudas, perto do local definitivo e das formigas, em uma caixinha com solo local…
Galhos “roubados” de couves do vizinho amigo, simplemente fincados no chão, são a melhor opção, podendo ser “protegidos” com borra de café…
Rubis, enquanto aprende vai olhando em volta e verás que a horta já está linda, pronta, abundante ao redor de seu sítio!
Abração do Claudio”

Formiga Wars

“Ou o Brasil acaba com a saúva, ou a saúva acaba com o Brasil.”
Essa frase é da década de 60, supostamente atribuída à Getúlio Vargas, porém existem dúvidas sobre a sua autoria.
Aproveito então para atualizá-la, reformulando-a para:
“Ou o Rúbis acaba com as Formigas, ou as Formigas acabam com a Horta do Rúbis.”
Plantei na horta várias plantinhas. Algumas não duraram uma tarde: as formigas cortadeiras acabaram com os pés de couve e com os alho-porós.
Então está iniciada mais uma saga intergaláctica: A “Formiga Wars”. Minhas armas serão permaculturais, pois se for para pôr veneno na horta, eu prefiro continuar comprando os vegetais no Zaffari…

Trezentos Milllllllllllll

E o “Mondo” bateu a marca de 300.000 acessos!!!
Mais de cem mil acessos em menos de um ano. Veja a saga dos acessos do MondoVR.
Obrigado leitores! Vamos Além!!!

A Horta

Começamos arrumando a cerca viva da horta, podando o excesso das folhas. Limpamos todo o mato que estava no terreno da horta. Depois compramos sementes e mudas prontas. E nesse fim de semana, foi o momento do plantio:

[veja as fotos clicando acima]
Rubis e a Sementeira
A Sementeira
(Hino ofertado por Júlio César para o Vô Corrente)
Meus irmãos eu vim aqui
A todos esclarecer
O belo jogo da vida
Que é plantar e colher
Quem planta colhe
Colhe tudo o que plantou
Vamos plantar
Sempre a semente do amor
A sementeira está
Dentro do seu pensamento
Semente boa ou ruim
Se planta a todo momento
Preste atenção
A semente do perdão
Que dá frutos
Que alimenta o coração
O tempo vem nos mostrar
Quem plantou certo ou errado
Nos traz a pura verdade
Dos atos lá do passado
O tempo passa
E não espera ninguém
O Pai Eterno
Logo vem colher também
Todo mundo é livre
Pra plantar o que quiser
E construir o seu ser
Com os frutos que vai colher (…)

As mudas tem muito a nos dizer...
AS MUDAS TEM MUITO A NOS DIZER…

Mixando…

STUDIO NOVO
E começam os preparativos da nova fase musical

Como foi a Feira de Trocas…

TURMA DA ARCA
[clique para ver que o Leandro é uma montagem]
Sábado foi o dia do reencontro com a galera da Arca Verde. Começou no point dos antenados na Nova Era, a Feirinha Ecológica do Bonfim. E depois seguimos para a Feira de Trocas!!!
Feira de Trocas
[clique para TROCAR de imagem]
Levei alguns DVDs que eu fiz lá na arca. E olha quantos produtos legais eu consegui trocar por eles: Malha de Algodão Orgânico (da GreenPeace), MiniSaia, Mudas de Alho Poró, Ocarina artesanal, Porta Incenso Vermelho e Caixa Chinesa (antiguidade).Tudo isso na arrematado na Feira de Trocas… E ainda uma carteira do Nepal!!!
A rede de trocas e a economia local fortalece a comunidade, deixa de enviar recursos para as multinacionais, que poluem o meio ambiente, e ao pagar os seus impostos nos seus países sede (USA…) acabam financiando as guerras e o terrorismo de colarinho branco. Abaixo o Velho Sistema, Viva a Nova Era!!!

Novo Bordão

“Meu”*** novo bordão: “Muita calma nesse momento!!!”
Para ser utilizado em várias situações, nas quais a atenção é requerida ao seu interlocutor…
Veja mais sobre bordões, aqui.
***Bordão emprestado do Amigo Chester