Quem não deve não teme…

Eu aqui no Mondo, sempre digo que: “Quem tá dentro, tá dentro, quem tá fora, tá fora…”. Com o balanço entre as pessoas que se avizinha nesses tempos de crise, cada vez mais teremos que ter a firmeza de estabelecer esse limite.
Mas quando se trata de fobias alheias, ou chatos de plantão, como respeitar???
A resposta de ser: Com firmeza e respeito. Sem desrespeitar o irmão, mostrar o seu ponto de vista. Articular sua explanação, por que se você está firme, você está totalmente certo, e então tem argumento. Estabelecer os seus limites.
Respeito é bom. Eu gosto! E quem não gosta?
Chega de babaquices. Não é chato ser chato quando se é chato para o chato! Mas se você conseguir mostrar para o chato que ele é chato, é melhor. Porém isso é improvável, pois os sequelas normalmente são sem-noção.
Alienados em seu mundinho irreal, isolados da verdade pelas paredes do Ego, do Medo e da Dúvida, pessoas assim são de difícil relacionamento. Sua pronta resposta é a defesa, sempre rebatendo as críticas (mesmo as críticas construtivas) com o famoso “eu não sou assim”. Qualquer comentário “cola” no rebelde, pois ele sempre está acuado, desconfiado…
Porém, quem não deve não teme… Se teme, não tem verdade… e sem verdade não tem firmeza. Pode ter compaixão dos demais, mas não a amizade. Fui…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s