Novo CD do U2 – Primeiras (e últimas) Impressões

uu.jpg

Estou escutando o novo CD do U2, o “No Line On The Horizon” enquanto escrevo esse artigo.
Antes de mais nada, declaro que sempre gostei do U2, desde o início na fase (já messiânica) de October e Boy. Passei pela fase de Lemon, entusiasta da música eletrônica que sou, mas sempre a obra prima deles preferida por mim foi o álbum The Josua Tree.
Ouço agora um CD que parece um grande esforço para apoiar uma turnê megalomaníaca como eles fazem desde sempre. Todas as músicas parecem gravadas ao vivo em grande estádios. Perdeu-se nesse CD o U2 intimista de One ou “With ou Without You”. As músicas começam geralmente já no refrão principal, e o Bono abusa dos gritinhos desnecessários tipo “uouuuuuuuu” e ïiiiieeeeeeeehhhhh” em cima dos instrumentos. Quando escrevo isso começa a tocar a música “Fez Being Born” que ilustra bem essa maldição. O reverb desnecessariamente longo do teclado que faz o riff de fundo tenta criar um efeito de catedral, mas que em meio à mixagem com tantos elementos soa piegas.
Dê todos os recursos modernos de estúdio para um produtor, e um cantor abusa de sua excelente extensão vocal e você obtem o que o U2 obteve nesse disco.
Eu prefiro a simplicidade. Menos é mais. Essas são as minhas primeiras impressões do cd, mas também serão as últimas. Liberarei 122 megabytes do meu HD assim que acabar de ouvir esse chororô. Tenho mais uns 5 cds novos para ouvir…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s