Sexta-Feira Santa

E o que é a Sexta-Feira Santa? Virou o “dia de comer bacalhau”…
Tudo que é Sagrado ou Santo, o sistema trata de logo banalizar, associando a data a uma jogada de marketing, para vender mais… Sexta-Feira Santa virou bacalhau, Páscoa virou Chocolate e Nascimento de Jesus virou Shopping.
Volto a repetir? O que é a Sexta-Feira Santa?
Quando eu ainda não tinha os conceitos cristãos aflorados em meu íntimo, pois nunca aceitei sem questionar os “meios” catócicos-apostólicos-romanos e isso me afastava dos ensinos de Jesus, eu simplesmente não entendia e nem concordava com a questão do “não pode comer carne” da Sexta-Feira Santa. Eu me perguntava: “Não pode comer carne porquê?”.
Foi talvez o mínimo que sobrou da disciplina de que na Sexta-Feira Santa devemos estar mais voltados para nosso íntimo, para nosso Eu-Interior, de modo a refletir como tudo aquilo pode ter acontecido e o que ainda daquilo acontece hoje.
A humanidade matou O Mestre dos Mestres. “Levaram Ele para a frente, sem ter dó, sem ter amor. Procurando os seus discípulos, todos se afugentou”.
Sentimentos de Culpa e Arrependimento só se curam com o Perdão. E o Perdão advém do Entendimento. Por isso, meditemos no dia de hoje sobre essas lembranças do passado.
Sem as toxinas, sem a matéria quase-putrefata, sem o estigma de assassinato que o ato de comer carne carrega, podemos estar mais limpos para alcançar mais fácil a entrada do Salão Dourado. Guardemos obediência!
S E X T A – F E I R A   S A N T A
(Hino 104 do Mestre Irineu)
Sou filho, sou filho
Sou filho do poder
A minha mãe me trouxe aqui
Quem quiser venha aprender
Vou seguindo, vou seguindo
Os passos que Deus me dá
A minha memória divina
Eu tenho que apresentar
A minha mãe que me ensina
Me diz tudo que eu quiser
Sou filho desta verdade
E meu pai é São José
A Sexta-Feira Santa
Guardemos com obediência
Três antes, três depois
Para afastar toda doença.

Atualização para Auditores Internos na ISO 9001:2008

Turma de Auditores no curso de atualização da ISO 9001:2008
Nesta semana, minha empresa de consultoria, a VR2, promoveu um treinamento para a atualização dos auditores internos da Navegação Aliança na nova versão da ISO 9001:2008.

Liberdade é…

mandala_chakras.gif

Liberdade é Mente Vazia.

Porque liberdade é… estar Livre,
e estar Livre é… não carregar nada, estar vazio.

Quando tua Mente esvazia, tú te liberta.

O que é melhor?

Opção 1: “O Prazer de ter Prazer contigo“.
ou

Opção 2:
“O Prazer de ter Prazer comigo“.
Justifique sua decisão no campo de comentários.

Parabéns para a Darling!

!!!
Hoje a Darling completa 5 aninhos! Viva a Darling!!!! Nossa afilhada da Floresta!

O Dia dos Bobos

Nas minhas visões durante as preces, visualizando um mundo futuro de paz, harmonia, unidade e respeito, eu sempre enxergava um mundo no qual as pessoas morassem na natureza, perto de seus amigos.
Isso para mim é a representação do “vamos nós ao vosso reino” (ou o “venha à nós o vosso reino” dos católicos, que é uma posição mais comodista) é essa: harmonia com a natureza e ecovila de amigos. Nada de trânsito, poluição, maldade e stress, que são o que as cidades nos trazem hoje.
E agora percebo que isso não é mais uma visão de futuro. Isso já me acontece hoje!
Acabo de chegar de uma reunião de amigos onde fomos tocar violão, na verdade, ensaiar algumas músicas. A reunião foi aqui no meu vizinho. Para lá chegar fui caminhando entre a mata, levando meu violão. Na volta, um lindo céu com estrelas cintilantes oscilavam no firmamento. No caminho, um túnel de árvores proporcionou-me uma escuridão total, fazendo-me prestar atenção no chuá-chuá do regato d’água que corria ao meu lado. Que linda que a Natureza é, tão linda que reserva-nos essas belezas até de noite…
É claro que não estavam todos os meus amigos lá. E é claro que poucos deles moram na natureza perto de mim… Mas isso talvez seja apenas uma questão temporal.E alguns grandes amigos já estão por perto.
No reverso lado da moeda, de tarde fui para a cidade, no bairro dos Moinhos de Vento. Bairro que leva a alcunha de “chic”, mas é esnobe na essência. Eu morava lá. Agora me espanto com a situação. Foi quase impossível estacionar. Trânsito pesado e parado. Pessoas desconexas, fazendo parecer o que elas gostariam de ser. E o que elas gostariam de ser, é doutrinado pelas tendências de consumo, o que faz o rebanho tornar-se apenas igual aos olhos que sabem distinguir um outro ângulo, tornando-se assim possível fazer essa leitura do processo urbano.
Hoje foi o Dia da Mentira. O Dia dos Bobos. Dedico esse dia às cidades, e aos metropolitanos que caem diuturnamente na ilusão de que a vida é isso.