De volta à Paulicéia

E estamos indo novamente para Sampa: de volta à Paulicéia.
São Paulo é algo desconexo para mim, apenas a família e alguma agitação cultural que lá existe me animam para a viagem. Ah! Tem a Liberdade com seu Hátzi… Só isso…
Estamos cercados, por pássaros de metal
Sufocados por um arco-iris de concreto
Fugi para a praia, mas lá estava igual
Vou para o campo para o meu esconderijo secreto…

Escrevi isso na minha adolescência. Profeta Rúbis. Desde pequeno já sabia o erro de Sampa!
Poeira, fumaça, detritos
Piada sem graça,
aaahhh…. um grito!
Eu não quero mais ficar aqui
Eu não vou mais ficar aqui…

E na letra da mesma canção eu já previa a minha saída da Paulicéia.
Estarei de volta à Paulicéia. Por breves dias. Pensando apenas em sair dalí.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s