Aulas de budismo para Chandra

Chandra observa Lú brincando com Sirius e fica visivelmente mexida. Rubis vai consolá-lá:
– Chandrinha, se você for boazinha, um dia você pode vir ao mundo como um bebezinho, assim como o Sirius…
– Um dia quando, Rubis? Você sabe que eu sou uma lhasinha-apso, e lá na minha terra, Lhasa, no Nepal, todos somos budistas tibetanos e conhecemos muito bem os ciclos reencarnatórios…
– Ah, Chandra. Então bem sabes que é um processo lento. Talvez ainda algumas vidas, algumas encarnações…
– Quantas vida ainda eu tenho que cumprir como cachorro em minha eterna existência, Rubis?
– Está vendo aquele formigueiro alí? Então, para cada formiguinha corresponde a uma vida a mais de cachorro que você irá ter que passar…
– Só isso?
E Chandra Kandi começou naquele instante a falar gugu-dadá. Ela, em súbita epifania, recebera uma alma humana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s