Kda 1 com Seu Çaber

Havia escrito que maturidade também é aceitar as pessoas como elas são. É o lance do não-julgamento novamente sendo dito aqui.
Aceitar as pessoas como são não quer dizer que tudo está bem com todos. E sim, que não devemos nos alterar com o comportamento alheio.
Sei que isso não é fácil. É preciso ser muito Jesus para dar a outra face, mas o caminho é esse.
E não tem perto e não tem longe: às vezes o “inimigo” mora ao lado, quando não mora dentro.
Não é os outros que vão fazer o tem mundo belo, é você é que deve fazê-lo.
Então, não adianta se estressar: Cada um com o seu saber. Quando você lembra-se disso, fica mais fácil aceitar o contraditório e até mesmo o contrário.
Cada um com seu saber não quer dizer que devemos nos omitir diante da ignorância.
Ter firmeza (falar o nosso saber) e ter amor (não detonar a burrice alheia) é o caminho.
“Kda 1 com Seu Çaber”! E aprimore sempre o “çeu”!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s