Apresentações do ADVENTURE

O ADVENTURE já tocou em (pelo pouco que eu lembro, me ajuda Marion):

– Publicitá Café
– Bar Ocidente
– Bar Opinião (com transmissão ao vivo pela Ipanema FM)
– UNICAMP (Campinas – SP)
– Praça Roosevelt (São Paulo – SP)
– B-52 (Santa Cruz do Sul – RS)

20140729-101622 PM-80182208.jpg

Novas maçãs

A Apple lançou hoje os novos laptops de tela retina, de 13 e 15″: todos com processadores mais modernos e rápidos, e com mais memória.

Manteve-se o preço da linha anterior, exceto o modelo de 15″ que teve diminuição de preço.

Isso lá fora, é claro!

20140729-094659 PM-78419194.jpg

Mentira é o contrário da firmeza.

A definição do que passou nunca pode ser exata porque duas pessoas num mesmo lugar nunca vêem o mesmo “Agora”.

Pois o Agora de cada um depende de vários fatores como: o local e posição na qual se encontra, sua percepção e consciência naquele instante.

A inata inexatez da narrativa do pretérito não abole a mentira, que é distorção intencional dos fatos passados realizada por consciências em seus momentos iniciais de expansão. A Mentira é o contrário da Firmeza.

Cada um, captando de seu modo o fluxo do eterno Agora, constrói uma faceta do diamante de infinitos lados que é lapidado pelo Divino Todo Poderoso.

20140729-080211 AM-28931450.jpg

Sai pra lá !!!

E é tanta treta nesse mundo. que eu nem peço mais justiça, eu rogo é por misericóridia.

É EUA acusando a Rússia, é Israel matando 20 para cada 1, é brasileiro sem ter em quem votar, é a nova idade média no Brasil.

É traição, desamizade, muita pompa e pouco irmão.

É tanta treta, que o melhor mesmo é ficar longe dela: sai prá lá !!!

Sai Pra Lá

Tim Maia

Sai pra lá com esse negócio de igreja
E eu não esou afim de me envolver com esse Quenga
Sai pra lá com esse negócio de luta
Que eu não estou afim de me envolver com essa fruta.

Sai pra lá. Sai pra lá
Sai pra lá que eu não quero encrenca

Sai pra lá com esse negócio de jogo
E eu não estou afim de me envolver com essa porra
Sai pra lá com esse negócio de pressa
E eu não estou afim de me envolver com essa lerda

Sai pra lá. Sai pra lá
Sai pra lá que eu não quero problema

Sai pra lá com esse negócio de lama
E eu não estou afim de me envolver com essa grana
Sai pra lá com esse negócio de fumo
E eu não estou afim de te levar eu não curto

Sai pra lá. Sai pra lá
Sai pra lá que eu não quero vexame

Sai pra lá com esse negócio de intriga
E eu não estou afim de me envolver com essa briga
Sai pra lá com esse negócio de lama
E eu não estou afim de me envolver com essa grana

Sai pra lá. Sai pra lá
Sai pra lá que eu não quero intriga

A Base e o Fruto do Crítico

A racionalidade é a base do crítico.

Já o poeta (de prosa ou de verso) usa mais o lado Emocional.

O crítico se for mais aberto para o lado das possibilidades, talvez tenha uma visão mais no conteúdo, e não apenas na forma, como muitos fazem na arrogância que são os donos do saber.

Esse crítico faz o que chamamos de critica construtiva, pois de alguma forma, se enxerga no outro ser e coloca sua idéia de forma amorosa. E o Amor é a meta do desenvolvimento emocional.

A racionalidade pode ainda ser a base do crítico, desde que a habilidade emocional seja o fruto, que alimenta a alma daquele que é humilde para saber ouvir.

Dia Fora do Tempo

A Comunidade Galáctica reuniu-se hoje na Aldeia da Paz, na Beira do Guaiba, para festejar o Aqui Agora.

20140725-053844 PM-63524813.jpg

20140725-053844 PM-63524519.jpg

20140725-053842 PM-63522501.jpg

20140725-053843 PM-63523440.jpg

20140725-053846 PM-63526585.jpg

20140725-053847 PM-63527390.jpg

20140725-053845 PM-63525629.jpg

HOJE É O DIA FORA DO TEMPO

bandeiradaazJá escrevi algumas vezes aqui no blog sobre esse dia.

Mesmo com a decadência do Calendário Maia ocorrida pós 21/12/12, ainda me sintonizo com as frequências positivas desse movimento, já que a base do calendário Maia é o calendário lunar.

Cada ano Maia tem 13 meses baseados no Ciclo Lunar, que é de 28 dias.

Então, 13 X 28 costuma dar 364. Falta um dia para sincronizar com os 365 do ano Solar. E esse dia é hoje! 

De tarde vou para o encontro dos kins da Federação Galáctica no Parque Marinha.

Veja como foi nosso encontro uns anos atrás

 

 

Apenas uma foto para testar o envio de arquivos .png para o FB.

Camisa Masculina Jogador Holanda 2014   Nike no Nike.com.br

Redes Sociais

 

rede

Hoje o grande “lance” da internet atende pelo nome de Rede Social.

Já foi o e-mail, já foi a própria www (world wide web), passou pelos blogs, passou pelo aquilo que chamamos de web 2.0 (algo que nunca se soube bem o que era), mas hoje estamos na era do Twitter, Facebook, Tumblr, Linkdin.

Além das estrelas das Redes Sociais, a internet hoje também é o reino do áudio e vídeo digital. Facebook, Vimeo, SoundCloud, MixCloud, Rdio, e por aí vão os serviços de streaming (transferência de arquivos de áudio e vídeo em tempo real). E cada vez mais nosso computador se torna o centro de nosso lazer doméstico.

A internet hoje é sobretudo o momento dos mecanismos de busca, com o soberano Google reinando todo o universo digital. Saudosos tempos do AltaVista e do diretório do Yahoo.

Na troca de arquivos, saímos de um momento amador e idealista do Napster para um descentralizado Bittorrent, e sua democrática, porém questionável, facilidade de compartilhar filmes e músicas e tudo o mais.

A web hoje migra dos computadores de mesa para os celulares inteligentes: a internet móvel.

E a internet substitui a nossa operadora telefônica: agora é possível estar em contato permanente com seus amigos via Whatsup, Messenger, Viber, Facetime, e vários outros. Até o ICQ saiu da tumba!

E já estamos entrando na “internet das coisas”: a era da interligação total das máquinas com a rede.

Tem sido uma dádiva poder acompanhar passo a passo toda essa jornada, como estou fazendo desde o início da internet acadêmica aqui no Brasil, ou seja, desde a década de 90.

Feito esse relato, retorno ao assunto das Redes Sociais. 

A idéia que tinha tudo para ser uma idéia libertadora, tornou-se realmente numa “rede” que maneja o “cardume” dos usuários. 

E este manuseio é muito grande, afetando principalmente o “agora” das pessoas, que trocam tudo o que acontece e até o que poderia acontecer, pelo ato bobo de deslizar um dedão na telinha para olhar efemeridades: o Facebook está repleto de videos idiotas, de frasezinhas de auto-ajuda e fotos de gato.

Além disso, a rede nos enlaça no consumo, com as publicidades não-solicitadas (e desde quando publicidade é solicitada?) pipocando em nossos navegadores, emails e time-lines.

A rede manuseia nossos hábitos on-line para virarmos métricas de tendências e assim tornamo-nos mais e mais no “cardume”.

Já fiz vários períodos de “disciplina” de facebook, ou seja, periodos de vários dias e até semanas que não acessei a rede, e pasmem: me senti melhor.

Então a tendência é usar menos o Face, e escrever mais por aqui. Vou tentar interligar esse WordPress aos comentários do Face, só para não ter que entrar lá para ler eventuais comentários. Porque na real é isso que importa: comentários sensatos para artigos interessantes. Esse deserto de artigos copiados e colados e curtidas insossas traz-me náuseas.

As pessoas não leem mais por causa das redes sociais. Duvido que no Face as pessoas leriam um artigo do tamanho deste (que nem é loooongo). Então no Face vou postar mais fotos via Instagram,até eles não estragarem essa ferramenta também, a exemplo do triste fim dos checkins no 4sq.

Meu dia a dia vai pro Twitter, permaneço no Face apenas pelo Messenger e para as pessoas poderem ver minhas fotos do Insta e meus artigos aqui do MondoVR.

Quem cai na rede é peixe.