5 ms

Para parar de reclamar é fundamental não falar sem pensar, ou, dizendo o mesmo de outra forma, é fundamental pensar antes de falar.

Tipo assim : se vai falar, pense antes. E não reclame, apenas respire fundo, abstraia, ou até brinque com a situação. Brinque mas não a ponto de ser irônico, que é a ante-Sala do chato.

Minha mãe chamava isso de “5 minutos”, só que ela dizia isso quando já estava brava e não queria perder mais a cabeça…

Então eu batizo a técnica de não falar antes de pensar, de “5 milissegundos”.

Friends will be friends

Muitas vezes nós idealizamos uma Amizade. Cremos que nossos Amigos gostam apenas do que gostamos, estão sempre ao nosso dispor e concordam com tudo que pensamos, sem nunca terem sentimentos contraditórios.

Ao idealizarmos nossos Amigos segundo nossas crenças e desejos nós nos desiludimos quando percebemos que eles não podem corresponder a esse nosso imaginário.

Isso porque podem existir diversas categorias de Amigos.

Lei

Eu acho chato, mas existe uma coisa chamada Lei. E as vezes, o mais chato ainda, é ter que cumprir a tal coisa chamada Lei.

Existem Leis óbvias e justas, Leis questionáveis, Leis abomináveis e até mesmo Leis que foram feitas, nunca foram cumpridas e tudo bem.

Estamos vendo uma gritaria geral na aplicação de algumas Leis e uma choradeira geral na mal aplicação de outras.

Deveríamos respeitar as Leis justas e as que nunca foram cumpridas, revisar as Leis questionáveis e cancelar as Leis abomináveis.

Enxugar no geral a Legislação e criar novas Leis para as lacunas existentes hoje.

Começar cumprindo e arrumando a Constituição. Lá diz que os juros tem um teto (se não me engano) de 12 por cento. Nunca foi cumprida. Lá diz que o Parlamentar tem Livre Expressão. E assim que deve ser. Está na Lei.

Lei é chato, mas é básico, em qualquer discussão.

Agro-Ecólogo Certificado: Eu Sou!

Concluí meu treinamento na EMBRAPA !!!

certiicado agroecologia embrapa frentecertiicado agroecologia embrapa verso

Nerd Certificado

CERTIFICADO SIRIUS!!!

Sirius desperta para a programação de computadores.

 

Mateus 23:27

A negativa e a hipocrisia continuam! E aumentam cada vez mais!!!

Na época das eleições passadas vimos o movimento de manada, estampado no “EleNão”. Cuja incoerência eu esclareci aqui no MondoVR, pela afirmação da negação e do vexatório da ditadura do grupo.

Não foi suficiente. Continuou a ignorância, mas agora, carregada com toneladas de má fé. Refiro-me aqui ao auto-denominado movimento “antifa”. Então novamente verificamos a antítese da negação sendo aplicada pela esquerda. Por essa e por outras, se vê que não é um movimento construtivo: é involutivo e degenerativo. Piora os seus asseclas. É raro o esquerdista próspero (exceto aqueles soltos pelo STF) e de boas.

O problema agora está na denominação “anti” e “fa”. Ser anti, é negação, e é muito mais importante afirmar o que se quer e não o que não se quer. Para ilustrar essa verdade, peço para o leitor, neste momento, respirar fundo e… NÃO pensar no Bolsonaro. Fiz-me claro pelo exemplo? A mente não entende o NÃO. Você diz, NÃO pense em algo e é justamente nesse algo que a mente sintoniza.

Quero saber, e ninguém disse: não me importa o que tú é anti, me interessa o que tú é PRÓ. Pois é das sinergias que prosperam as relações. Na época da eleição, vinha o “beautiful people” cagando regra com o ELENÃO, mas não manisfestavam a própria opinião. Não afirmavam em quem iam votar e o por quê. Queria muito saber o candidato das pessoas que subiam o hashtag do Helenão. Vergonha de defender o encarcerado, “né filha”?

E o mesmo condicionamento continua agora. Esses, rasteiros de opinião, que se auto intitularam AntiFa, tem sua revolução tão duradura quanto o tempo que suas Stories de Instagram ficam no ar. Defendam seus credos, exponham suas escolhas. Sejam pró, nunca anti.

E a segunda parte que é a mais absurda: o “fá” do antifa seria de fascista. Vamos rir: não sabem nada sobre história, repetem slogam da mídia podre, aplaudem a violência, e acham que isso é democracia, quando na verdade emulam atitudes fascistas eles próprios. Então o termo é totalmente inapropriado, pois não se pode ser contra, ao que se é, e daqui para frente vou denominar com o nome certo do movimento antifa que é “pró-terrorista”.

O “pró-terrorismo” começa com a não aceitação da democracia das urnas. Alcança a condição de débito cármico quando se “cancela” o irmão de outrora, pelo simples pensar diferente; ganha status de hipócrita quando se relativiza curtir quem apregoa soco na cara de amigo e… torna-se cúmplice quando se incentiva o quebra-quebra do bem alheio, do desrespeito com os símbolos pátrios.

Fiz-me claro, mas vou reforçar: a hipocrisia da esquerda não absolve ninguém, e isso não é uma determinação minha, posando de juiz, quem seria eu para isso? Firmo-me no ensino do Mestre. Agora, tudo bem, com as aglomerações pró-terroristas, pode ir pra rua, não vi beato nenhum do confinamento horizontal reclamando agora, mas antes era “fica em casa” seus bolsominions (que nome mais bonitinho) genocidas. Apoiaram a suspensão de dar esperança aos contaminados de covid por ideologicamente ser contrários à hidroxicloroquina, ensurdecem-se perante as evidências positivas do bom uso da bolsopill. Arrotam a palavra ciência, de boca cheia, e desconsideram que são uns ignorantes científicos manejados pela mídia e pelos interesses de laboratórios farmacêuticos. Hipócritas.

E agora eu falo diretamente para você (especificamente) e saberás que és tu. Se colar em ti, colou, mesmo não sendo tu com que estou falando: vai te curar prá lá, não tenho nada com isso.

Eu disse antes que firmo-me no ensino do Mestre. Jesus, (assim como eu) não condenou a prostituta. Em João 8:11, Ele disse para a adúltera: “Eu também não condeno você. Vá e não peque mais!”. Porém em toda a escritura sagrada, há só um tipo de gente que Jesus condenou, entre todo tipo vil que passou por sua volta: em Mateus 23:27 lemos, ” HI-PÓ-CRI-TAS! Pois vocês são como túmulos pintados de branco, que por fora parecem bonitos, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e de podridão. Por fora vocês parecem boas pessoas, mas por dentro estão cheios de mentiras e pecados”.