Across the Universe

IMG_0009.JPG

Assisiti, re-assisti e ouvi o filme Across the Universe.
Eu sou do tipo que gosta de musical. Talvez por influência do meu pai, cinéfilo dos tempos dos musicais de Hollywood, talvez por influência das óperas-rock Tommy e Jesus Christ Superstar… Não sei…
Across the Universe é um musical. Mas não é só isso. Ele é um musical com trilha dos Beatles. Tem atores/cantores excelentes. O visual é perfeito: imagens que remetem a todas as fases do grupo de Liverpool, desde o underground (literalmente) do Cave Pub até a psicodelia da fase do Yellow Submarine e dos Sgt. Peppers. Tudo é representado no filme.
Mas o melhor sem dúvida, foi o enredo, que fez parecerem as letras de Lennon e Mac Cartney terem sido escritas exclusivamente para este filme.
Nunca os Beatles representaram tanto para mim. Estou numa fase nostálgica, certo que os bailes dourados dos anos 60 nunca foram suplantados pelas raves coloridas do início do novo milênio.

Dina

Ricardina

Meu primeiro parceiro musical: Ricardo! Longas tardes de violão tocando “Preta Pretinha”, ao lado de nossas bicicletas…
Ele me chamava de “Tina” (Vicentina) e eu revidava chamando-o de “Dina” (Ricardina). Quaaa!!!
E agora vejo-o no YouTube, promovendo a banda do seu filho! Que legal!
Dina, e a nossa banda? Quando vamos ensaiar de novo??? Acho que nem me lembro mais como se toca “Preta Pretinha”…

Gravação do Hinário da Mad. Rita, no CHAVE

Eu adoro o Hinário da Madrinha Rita. Mensagens de muita Força, Disciplina e de devoção ao Mestre.
Essa gravação foi realizada no CHAVE dia 03/07/2010, utilizando um Iphone rodando o aplicativo Recorder Pro, da Dava.
Gravação direta, sem edições, sem efeitos de pós-produção, sem cara feia, nem distorções ou preleções.
Madalena puxando os hinos, e a banda “Chave de Harmonia” com Rubis, Alexandre (de Caxias), Cézar Santa Maria e Wilton nas violões. Clóvis na sanfona. E Egrégora do CHAVE cantando junto e tocando maracá.
Viva !!!

Amigos Musicais

Nesta semana recebi a visita de novos e velhos amigos musicais: O habitante da Floreta Irineu Barsé e o Neozelandês Tonny.
Altos sons!!! Altos Amigos!!!

Irineu e a Quadrola</a
IRINEU

Tonny e a Craviola
Tonny

Encontro dos Cristaleiros

Cristaleiros
E rolou em São Paulo, neste fim de semana, um encontro dos Cristaleiros!
“Cristaleiros” é um grupo que toca Crystal Bowls, as Tigelas de Cristal…
O encontro foi para celebrar o Equinócio de Outono: numa cerimônia de Harmonização Global, os Círculos do Som estabelecidos em várias partes do mundo se reúnem a cada Solstício e a cada Equinócio (em alguns casos na mesma hora), para criar as vibrações e freqüências das intenções que nós expressamos. As intenções são mantidas numa mesma consciência unida por várias pessoas ao redor do mundo e amplificada pelo poder do som. São elas:
Harmonia, Aceitação, Unidade, Alegria e Compaixão,
A família do Círculo do Som agora se estende por todo o globo com círculos na Argentina, Rússia, França, Egito, Peru, México, Estados Unidos, Chile, Espanha, Reino Unido, Noruega, Dinamarca, Holanda, Havaí, Austrália, Suiça e Brasil, entre outros.
Lú Rosa esteve presente com seu Crystal Bowl, e vibrou por toda nossa Egrégora do Bem…
E Vamos Além !!!
Encontro de Cristal Bowls - São Paulo
Crystal Bowl

A volta do Chacrinha

A volta do Chacrinha...
Quem foi ver o Velho Guerreiro?



Eu curti o Focus, mas isso foi na década de 70!!! Nem me lembrava que “eles” ainda assistiam, nem que o Abelardo Barbosa era integrante…

iNUDGE

Ja, Mann!

eduk_cover_art-lores.jpg
Novo trabalho do Edu K.
Eu ainda não ouvi, mas acho que é bom! Bah!!!

A MÚSICA DOS ANOS 80

Não vou aqui discutir as exceções. Vou debater apenas sobre a regra. Portanto não me venham com exemplos pontuais: a exceção apenas confirma a regra!
A MÚSICA DOS ANOS 80 É MELHOR DO QUE A DAS DÉCADAS QUE VIERAM DEPOIS.
Arranjos, mixagens, timbres e execução: Os anos 80 tem um primor nesses quesitos musicais que nunca mais foi alcançado, nem com a democratização tecnológica que agora colocou um estúdio completo num notebook de mil dólares.
Eu ouço muita coisa nova, mas o que eu realmente gosto foi descoberto nos Oitenta.
Um pé no passado, outro pé no futuro: Essa é a base do meu trabalho! O passo, o movimento, a criação, a referência.


Realmente eu gosto da música dos anos 80! E para provar que a música vem piorando: Os anos setenta são ainda melhores do que os oitenta!!! Uauuu!!!! Então se os anos 70 são melhores do que os 80, o que dizer dos anos 60 !!!
O video abaixo é do Procol Harum, interpretando seu grande sucesso do ano de 1967, “A Whiter Shade of Pale”. Sente o clima e o som:


E eles ainda estão na ativa excursionando pelo mundo todo!
Isso é psicodélico, man!!!

Escutando no meu Iphone:

Amanda Palmer

Pensei que ela tocaria ukulelê no CD, mas o som é mais pesadão…
Nota: 3,5 (de 0 a 5).