Se eu pudesse te fazer uma pergunta

Se eu pudesse te fazer uma pergunta
Sobre algo que ajudasse nessa hora,
Com certeza que eu te  perguntaria:
– Qual seria o teu problema agora?

Não é sobre um passado reticente
E nem sobre um futuro a preocupar…
Te questiono sobre o momento presente
Que pareces não saber vivenciar.

Pois quem vive no presente nada teme.
Tudo é certo nessa hora e lugar.
Todo instante é um momento solene
E a alegria está a cada inspirar.

Se eu pudesse te propor uma lembrança
Para nunca mais poder se preocupar:
– Vivencies teu agora, e confiança
Na chegada de tudo que imaginar.

Soneto Duplicado

Neste mundo balançado
Pouca gente tem clareza
Do que é certo ou errrado
E eu falo com franqueza

Que o dono da verdade
Se componha em seu lugar
Pois não dou a liberdade
De minha time sujar

Com sua certeza errada
E as mesmas frases de efeito
É só mais um zombeteiro.

Chega até ser engraçada
Sua defesa sem jeito
Da virgem do seu puteiro.

Me chamaste de facista
Te chamaram de petralha
Não me importa que insista
Isso não me atrapalha.

Eu te desejei sucesso
E saudei a natureza
Sentir raiva é retrocesso
Dessa missa eu sei a reza

Vais rir, e para o seu gueto
Se sentir vitorioso.
Um remendo sem costura…

Eu dedico esse soneto
Duplicado e inspirado
Ao Rei da Permacultura.

Convite

Todo mundo tem escolha,
Não se deve reparar.
Mas é certo se colha
O que escolheu semear.

O convite te foi feito,
Tudo bem não aceitar.
Só não deve por defeito
E tentar se desculpar.

Somos puros na essência:
O passado não existe
E o futuro é união.

Expandir a consciência
É quando não mais se insiste
Para o Ego ter razão.

#soneto

Ask

A virtude da persistência no pedido não é a dúvida no atendimento, muito pelo contrário.

Eu recebi uma mensagem espiritual, tempos atrás, que disse “a quem pede não falta quem lhe ajudar”.

Neville Goddard nos ensina uma outra forma de “pedir”, realizada com o poder divinal de nossa imaginação.

Essa passagem bíblica que eu trouxe aqui, na qual um carinha vai na madrugada pedir pães na casa do outro, é deveras interessante.

A demora de Deus não é uma negativa.

Quanto mais se afia o machado mais rápido se corta o tronco. O machado é a imaginação, o tronco é o nosso objetivo e o “afiar” é a nossa persistência pela certeza.

Que outros poetas chamam de fé.

#rubiswriter #biblia #imaginacao #nevillegoddard

O Mandamento mais importante

No Primeiro Testamento (a parte da Bíblia que conta o começo das coisas e a vida de Moisés, entre outros tópicos) temos no livro Deuteronômio a citação dos 10 Mandamentos.

No Segundo Testamento (a parte da Bíblia que conta a vida de Jesus, entre outros tópicos) no livro Mateus 22.36-39 (e repetido nos livros Marcos 12.28-31 e Lucas 10.26-28), Jesus é perguntado sobre “qual é o mais importante de todos Mandamentos”?

Então Jesus profere o ensinamento que é a base de quase todas religiões modernas que é:

‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. E ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’.

Essa é a versão da Bíblia traduzida na NOVA VERSÃO INTERNACIONAL. Porém muita gente acaba falando e entendendo o ensinamento máximo do Mestre a partir da tradução da Bíblia NTLH, ou a NOVA TRADUÇÃO NA LINGUAGEM DE HOJE, que traz:

“Ame os outros como você ama a você mesmo.”

E é aí nessa última frase, de onde vem grande mal entendido, ou falando de outra forma, pouco aproveitamento do ensinamento do Salvador.

As religiões ensinam a “amar ao próximo como amamos a nós mesmos”. E eu questiono: Como e quanto nós amamos a nós mesmos?

Acredito que muitos se amam pouco. Basta ver os resultados que são apresentados. As pessoas não são os que os outros pensam o que elas sejam, nem são o que a próprias pessoas pensam de si mesmas. Há muita auto-ilusão, soberba, auto-comiseração e outros sentimentos errôneos por aí… Na mais direta realidade, as pessoas são o que apresentam.

E o que mais se apresenta na superfície da Terra é o orgulho, a soberba, a arrogância (que são sentimentos de grandeza motivados pelo ego grande) e também a falta de confiança em si, o medo e as auto-frustações (que são sentimentos de diminuição motivados por um ego mal resolvido).

Então, se é assim que muitos se “amam”, é nesse parâmetro que vão “amar” aos seus semelhantes. Dá para começar a entender o motivo de tanto desamor entre as pessoas, não é?

Mas voltemos ao texto bíblico na versão da NVI – NOVA VERSÃO INTERNACIONAL: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’.

A palavra chave é “como”. Como pode ser classificado Advérbio de Modo ou Advérbio Relativo, é uma palavra de LIGAÇÃO. Assim da mesma forma que rezamos na Oração que o Mestre também nos ensinou, o “Pai Nosso”, e dizemos “Assim na Terra COMO no Céu”. O significado de COMO é de “ambos”, de soma ou ligação (como = com + o) , mas não de comparação ou medição de grau.

E isso faz TODA A DIFERENÇA.

Não é o caso de entender que ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’ significa amar os demais no grau que amamos a nós mesmos mas sim, AMAR AOS PRÓXIMOS “E” A NÓS MESMOS!!!

Isso dá uma incrível amplitude no ensinamento do Mestre e uma maravilhosa aplicação prática à nossas vidas.

Temos que ter amor próprio, cuidar de nós mesmos, querer o nosso bem, zelar pelo nosso corpo, trabalhar pela nossa prosperidade.

Devemos amar os demais. Mas nunca se esquecer de nós amar também. Se o fato de ao amar ou fazer bem a alguém implicar em fazer mal a nós mesmos ou diminuir nosso amor para conosco, é um bom sinalizador que algo não está tão certo assim.

E como disse Roger, “Eu me amo, eu me amo, não posso mais viver sem mim”… :^)

(Vicente Rubino)

Criminosos

(praia de Pernambuco, essa semana)

Por muitos anos, como uma das minhas atribuições de Engenheiro Naval, fui vistoriador do cumprimento das regulamentações da MARPOL da IMO. É dessa perspectiva que teço os comentários abaixo.

A IMO é uma espécie de ONU do mar, onde os países signatários devem cumprir com uma série de exigências. Entre elas, estão as exigências para prevenção da poluição do mar pelos navios, a regulamentação MARPOL.

Lá está claro que em caso de acidente a embarcação deve comunicar imediatamente o ocorrido e iniciar medidas de mitigação do mesmo.

Não foi o que ocorreu. Então afirmo que foi algo criminoso e ilegal.

Agora, se confirmada a procedência do óleo como sendo da Venezuela (algo com provável, pois o óleo crú traz sua “assinatura genética” pela proporção dos hidrocarbonetos em sua composição) fica a suspeita : como esse óleo foi parar lá?

Pelo que eu saiba, o Brasil não compra petróleo da ditadura Maduro. Uma rápida googada mostra que ” há petroleiros com capacidade de 10 milhões de barris de petróleo parados na costa venezuelana, de acordo com a Kpler, que monitora as commodities, parados pelo embargo americano à Venezuela”.

Esse crime ambiental não tem cara de acidente. Quando é acidente, também é horrível, os responsáveis deveriam ser punidos, mas não é o que se vê por aí, tomando por exemplo as barragens de MG, os vários vazamentos da Petrobras e etc.

Mais uma vez: Como esse óleo foi CRIMINOSAMENTE parar lá?

Ao invés de reclamar do governo, me surpreende a postura de quem não vê o que expus nesse artigo e usa (mais uma vez) o crime para defender sua (im)posição política.

Estou indignado pelo crime ao meio ambiente, numa região que eu vivi e aprendi a amar. A Costa pernambucana é uma parte do meu Eu. A engenharia naval também.

Quero justiça. Infelizmente a reparação ambiental é impossível e conviveremos com essa mácula por décadas. Justiça é o artigo mais em falta nesse país atualmente. Porém, tenho Fé que Deus vai saber ajustar essa balança. Minha única esperança, alegria e paz.

Paradoxal

Só a clareza que algo é inconsistente, ou seja, paradoxal, que pode mudar nossos conceitos não questionados por nós mesmos, ou seja, nossos paradigmas.

Quando a gente percebe por um Paradoxo que estávamos limitados por um Paradigma, dá uma “tontura”, nos falta o chão, fica a sensação de vazio.

E é no vazio necessário que a liberação dos paradigmas se dá.

Tchoimmm…

Copenhagen

“When the girl of your dreams is half your age, it’s time to grow up

Assisti “Copenhagen”, um drama arte de Mark Raso de 2014, filmado na linda cidade homônima.

Assim como no meu filme do coração “Encontros e Desencontros” (de Sofia Coppola – 2003), o final nunca é a união, em roteiros tipo Lollita. Dentro e fora das telonas.

É tempo de crescer.

Privilégios do Sistema

Mudar privilégios do Sistema pode ser a coisa mais perigosa que deve ser feita.

Estou lendo aqui notícias no Google.

Segundo o site Coletiva. Net, a comunicação do Grupo RBS soltou a seguinte nota: “A respeito da edição da Medida Provisória 892, que dispensa a obrigatoriedade da publicação de balanços de grandes empresas nos jornais, o Grupo RBS manifesta sua preocupação em defesa à liberdade de imprensa e repudia toda e qualquer ação que vá de encontro aos princípios democráticos”.

É um escárnio. Antes era-se obrigado a publicar os balanços das empresas nos jornais. Quem paga são as empresas e os leitores de jornal. Leitores de jornal, não de balanços de empresas publicados em jornal. Mas o Sistema deu o privilégio dessa imprensa a ter esse rendimento líquido e certo. Daí o novo governo corta isso, deixando facultativo a publicação em jornal e dando meios para a divulgação dos balanços sem custo. Viram os termos que o Grupo RBS usou? “liberdade de imprensa” e “princípios democráticos”. Novamente a novilingua de Orwell sendo usada no sentido oposto do fato.

Já o Yahoo noticia que “Política de drogas do governo afeta vida financeira e psicológica de famílias negras e pobres, apontam especialistas”. Fui ler. Deparei me com os seguintes trechos:

“As atuais políticas sobre drogas aumentam a probabilidade de famílias que vivem nas periferias – em sua maioria negras – serem economicamente desestruturadas” . “Quando uma pessoa está encarcerada ou é assassinada, a família dela fica desamparada financeiramente. Sem contar que diversos estabelecimentos das comunidades do Rio, por exemplo, fecham as portas quando ocorrem operações policiais”.

E dá outro argumento para parar de combater o tráfico de drogas: “os moradores de regiões de conflito policial não morrem apenas atingidos por tiros, como também em decorrência de doenças psicológicas. Recentemente, em uma das operações policiais, o transformador de energia elétrica de um açougue foi alvejado. As mercadorias apodreceram e o dono que era idoso, por pensar que teria que fechar seu negócio acabou cometendo suicídio”.

E rapidamente incluo o absurdo do STF parar o que estava fazendo, os deputados pararem o que estavam fazendo (votando a Previdência) e na hora darem contra-ordem ao TR-4 de não mudar o criminoso de prisão. Um escárnio constitucional.

Um sistema que se habituou a defender o crime, seja do traficante ou seja do colarinho branco, tem que cair.

É difícil e é perigoso mudar o Sistemão, mas deve ser mudado.

Googol

Já estamos na era do Terabyte e em breve o termo Petabyte (que corresponde a mil terabytes), estará em uso entre os usuários comuns da informática.

Fazendo um rápido flash-back, os disquetes de 3 1/2 polegadas de dupla densidade foram os primeiros a armazenar um pouco mais de um kilobyte (10^3 bytes) de dados.

Depois vimos a chegada dos dispositivos de disco rígido (HD) de algumas dezenas de megabytes (10^6 bytes). Eu ainda tenho um HD de, pasmem, 30 megabytes para o computador Atari ST, que me custou a fortuna de 500 dólares… Rapidamente chegaram os discos de 100, 300, 500 megabytes até a chegada do…

Gigabyte, ou 10^9 bytes. Ou, por extenso: 1.000.000.000. Um seguido de nove zeros. E a ascensão dos gigabytes foi rápida também. Num DVD cabiam pouco menos de 5 gigas. Os HDs foram crescendo em capacidade e vieram os discos de 500, 750 (meu notebook atual tem essa capacidade de disco) até a chegada do primeiro disco de 1 Terabyte.

Um terabyte é igual a 1 seguido de 12 zeros, ou mil gigabytes, ou por extenso 1.000.000.000.000. Meu HD externo de backup tem essa capacidade de armazenamento de dados e está praticamente cheio. Já existem discos de 2, 3 e até 5 terabytes e logo teremos os de centenas de terabytes até chegarmos aos de Petabytes….

Depois dos petabytes virão os exabytes (1^15) e por aí vai…

Apresento-vos agora o GOOGOLbyte um número equivalente a 1 seguido por cem zeros!!! O googol é maior do que o número de átomos estimados do universo , que é da ordem de 1 seguido por 80 zeros.

Sem duvida, com um HD de 1 googolbyte talvez consigamos armazenar todos os dados e informações que compõem o universo .