Quantize

Agora todo mundo é “quântico”, saem colapsando a função da onda por todos os lados, mas a Verdade é que não sabem porra nenhuma da função da onda (Schrödinger que os perdoem).

img_20200201_191341491

Assisti um filme que no futuro nos EUA todos eram idiotas e ficavam repetindo que beber determinado líquido era bom porque tinha “eletrólitos”, e faziam um sinal de mão, como num même. Essa minha crítica aos gurus de auto-ajuda quânticos tem muito a ver com isso.

A defesa deles é que tem-se que simplificar os conceitos para falar com as massas. Tá, Jesus usava parábolas e mesmo assim, tem interpretação para tudo o que ele diz de todas as formas que se queira entendê-lo, ou não.

Então chego no ponto: TEM COISAS QUE NÃO DÁ PARA SIMPLIFICAR, PARABOLIZAR, METAFORIZAR. A Equação de Schrödinger tem derivadas e cálculos matriciais e alguém só vai entendê-la ser já tiver passado por estes conceitos.

TEM COISAS QUE NÃO DÁ PARA SIMPLIFICAR, sinto muito.

Se você chegou até aqui, acompanhando, agora vem o que não dá para simplificar, e o motivo de todo esse preâmbulo:

================================================

“O teu relacionamento com o teu irmão foi desenraizado do mundo das sombras e seu propósito não santo foi transportado com segurança através das barreiras da culpa, lavado com o perdão, e depositado radiante no mundo da luz, onde foi firmemente enraizado.

De lá ele te chama para que sigas o curso que ele tomou, sendo elevado muito acima das trevas e gentilmente colocado diante das portas do Céu.

O instante santo no qual tu e teu irmão foram unidos não é senão o mensageiro do amor, enviado de além do perdão para lembrar-vos de tudo o que está além.

No entanto, é através do perdão que tudo isso será lembrado.

E quando a memória de Deus tiver vindo a ti no lugar santo do perdão, não te lembrarás de nenhuma outra coisa, e a memória será tão inútil quanto o aprendizado, pois o teu único propósito será criar.

Entretanto, não podes ter o conhecimento disso enquanto todas as percepções não forem limpas e purificadas, e finalmente removidas para sempre.

O perdão apenas remove o que não é verdadeiro, erguendo as sombras do mundo e carregando-o são e salvo dentro da sua gentileza, para o mundo resplandecente da percepção nova e limpa.

Lá está o teu propósito agora.

E é lá que a paz te espera.”

(from “Um Curso em Milagres” by Dr. Helen Schucman)

Muy amigo…

img_3317

O inimigo do teu inimigo é teu amigo?

Assim funcionam os clusters, ou bolhas, ou conchavos ou conluios. Substantive como quiser.

No final, é tudo a mesma coisa, eu sou um outro você, somos todos um.

Mas enquanto isso (enquanto não chega no final) é cada um por si…

===========================

A mídia não é tua amiga. Nunca foi. Formatação e Perda de Tempo para quem não tem Discernimento. Isso que ela é.

===========================

Acabou o táxi. Acabou o rádio. Acabou a livraria. Acabou a TV (não assisto fazem 15 anos). E agora a mídia está na UTI.

Acho divertido os jornais na Internet pedirem que eu me registre ou pague para ler suas interpretações tendenciosas sobre as fontes diretas. Dou risada e fecho o site.

=============================

Quem quiser saber de mim, fale comigo, leia minhas publicações, ouça minhas músicas.

Respondendo a pergunta inicial. Inimigo do inimigo NÃO é teu amigo. Não ouça.

Sampler

O sampler é o instrumento musical mais criativo, versátil e poderoso que existe.

roland_s770
O Roland S-770 (e seu irmão S-750) foram o ápice da tecnologia na época (década de 90). A interface com monitor e mouse, como nos computadores “do futuro” era pioneira na categoria.
Eu levei um desses para tocar no Porto de Elis, e me lembro do efeito da fumaça de gelo seco no palco refletindo a luminosidade do monitor do sampler…
E também toquei com esse sampler no Hollywood Rock, no estádio do Morumbi e na praça da Apoteose. E foi assim mesmo: apoteótico… Sons sampleados de vidraças estourando, panelas caindo no mármore, gritos, explosões nucleares… Tudo disparado a partir de uma bateria Roland Octopad. Mas aí já é outra estória…
Sou grato e tenho alegria por ser precursor na tecnologia musical. Certamente não o primeiro, mas surfando na mesma onda dos que remaram forte e descobriram a praia perfeita da tecnologia musical e da muzika Avanzada… 

 

#rolands770 #roland#750 #rolandsampler #hollywoodrock #muzicaavanzada

Eu, femismo?

Eu curto prosopopeias, utilizo metáforas, abuso de ironias, as vezes exagero nas hipérboles (desculpe a redundância), faço uso de antíteses, de oximoros e eventualmente de paradoxos para realçar pontos de vista, mas nunca, jamais, ever, ensaboo-me nos eufemismos.

Mi-mistério da Cultura

Cultura, tema profundo.

A cultura vai além da arte, traz aspectos da história, da geografia, da raça e da espiritualidade.
Então começo dizendo que não se pode reduzir a Cultura a nichos artísticos. Não se pode apoderar-se da Cultura, nem mesmo com os mais nobres fins.
E aí me pergunto porque raios existe um ministério da Cultura, como poderia o Estado regular uma área dessas? Fiz uma pesquisa e vi que o MinC foi criado em 85 de um desdobramento do Ministério da Educação.
A partir daí o MinC serviu muito para os governos, conforme a linha ideológica desses.

Sou contra o Estado em si, entendo que Democracia é a ditadura da maioria e defendo que a Cultura nunca deveria ser objeto de programa de governo.

Achei acertadas a incorporação do MinC no Ministério da Cidadania e posterior sepultamento da mesma no Ministério do Esporte (?) e a recente a demissão do Secretário de Cultura.

Governo não tem que cuidar ou modelar Cultura. A apresentação do dramaturgo de Alvim foi tenebrosa, não apenas pela citações do tal propagandista nazista, mas pelos critérios de impor tipos, categorias e regiões, num prêmio esdrúxulo.

O aiaiai dos defensores do Che Guevara só mostra mais uma vez a hipocrisia e a nova língua distorcida da esquerdalha, onde tudo o que eles fazem é apontado no que fazemos e o argumento raso de “e o fulano, hein” tenta abolir a causa dos bilhões recuperados pela Lava Jato.

Parabéns pela demissão rápida do babaca. Nunca se faça como o que acontece em São Paulo, o Estado promover uma “arte” que tenta ser digna por ter sido censurada.

Minha bandeira é 0% para a Censura Artística e 100% para o Desprezo para aquela “arte” de cheirar o cú alheio.

Soltem da teta do Governo, parasitas.

Diário de NY

Em um dia 09 de Janeiro, há 35 anos atrás…

“De manhã fomos procurar ingressos para os musicais da Broadway. No cruzamento da 7.a Avenida com a Broadway há uma praça e nessa praça existe um lugar chamado TKTS onde vendem ingressos para os espetáculos de teatro pela metade do preço da bilheteria.
Estava um frio incrível, o maior que eu já senti na vida, as orelhas e a testa doíam,e eu xingava o frio a toda hora. Nada adiantou, pois os ingressos já haviam se esgotado.
Fomos então até o Radio City Music Hall onde estava passando o espetáculo “Magnificient Christmas Special”, um musical de Natal. Compramos os ingressos para a apresentação noturna.
Finalmente fomos tomar café da manhã e entramos num lugar chamado “Coffee”, já no Rockefeller Center. É um lugar muito bonito, super chique e com comidas ótimas. Traçamos um chocolate quente com uma maravilhosa torta de maçã. Uma delícia”….

Fragmentos do meu Diário de N.Y., as aventuras que fiz em 1985 em New York. Hoje fazem 32 anos dessa aventura, onde rolou viagem de navio, jantar no (finado) Asti, namoro com uma maravilhosa loira sueca no Y.M.C.A., compras na 46, passeio de BMW no Bronx.

E assim é a vida. Uma lembrança das coisas boas. As ruins, vão embora naturalmente. Parabéns NY!

Soneto FLW

Passarinho me contou
Para se ter paciência.
Pois em céu de urubú
Sempre vem maledicência.

Pensando que é beija flor
Vai voando para atrás.
Pura vida sem valor
Depender de algo mais…

Quando um dia então se ver
Como este, rejeitado,
Talvez tenha mais carinho.

Dói,  e vai se arrepender:
Não devia ter trocado
Teu verdadeiro padrinho.