Copenhagen

“When the girl of your dreams is half your age, it’s time to grow up

Assisti “Copenhagen”, um drama arte de Mark Raso de 2014, filmado na linda cidade homônima.

Assim como no meu filme do coração “Encontros e Desencontros” (de Sofia Coppola – 2003), o final nunca é a união, em roteiros tipo Lollita. Dentro e fora das telonas.

É tempo de crescer.

Privilégios do Sistema

Mudar privilégios do Sistema pode ser a coisa mais perigosa que deve ser feita.

Estou lendo aqui notícias no Google.

Segundo o site Coletiva. Net, a comunicação do Grupo RBS soltou a seguinte nota: “A respeito da edição da Medida Provisória 892, que dispensa a obrigatoriedade da publicação de balanços de grandes empresas nos jornais, o Grupo RBS manifesta sua preocupação em defesa à liberdade de imprensa e repudia toda e qualquer ação que vá de encontro aos princípios democráticos”.

É um escárnio. Antes era-se obrigado a publicar os balanços das empresas nos jornais. Quem paga são as empresas e os leitores de jornal. Leitores de jornal, não de balanços de empresas publicados em jornal. Mas o Sistema deu o privilégio dessa imprensa a ter esse rendimento líquido e certo. Daí o novo governo corta isso, deixando facultativo a publicação em jornal e dando meios para a divulgação dos balanços sem custo. Viram os termos que o Grupo RBS usou? “liberdade de imprensa” e “princípios democráticos”. Novamente a novilingua de Orwell sendo usada no sentido oposto do fato.

Já o Yahoo noticia que “Política de drogas do governo afeta vida financeira e psicológica de famílias negras e pobres, apontam especialistas”. Fui ler. Deparei me com os seguintes trechos:

“As atuais políticas sobre drogas aumentam a probabilidade de famílias que vivem nas periferias – em sua maioria negras – serem economicamente desestruturadas” . “Quando uma pessoa está encarcerada ou é assassinada, a família dela fica desamparada financeiramente. Sem contar que diversos estabelecimentos das comunidades do Rio, por exemplo, fecham as portas quando ocorrem operações policiais”.

E dá outro argumento para parar de combater o tráfico de drogas: “os moradores de regiões de conflito policial não morrem apenas atingidos por tiros, como também em decorrência de doenças psicológicas. Recentemente, em uma das operações policiais, o transformador de energia elétrica de um açougue foi alvejado. As mercadorias apodreceram e o dono que era idoso, por pensar que teria que fechar seu negócio acabou cometendo suicídio”.

E rapidamente incluo o absurdo do STF parar o que estava fazendo, os deputados pararem o que estavam fazendo (votando a Previdência) e na hora darem contra-ordem ao TR-4 de não mudar o criminoso de prisão. Um escárnio constitucional.

Um sistema que se habituou a defender o crime, seja do traficante ou seja do colarinho branco, tem que cair.

É difícil e é perigoso mudar o Sistemão, mas deve ser mudado.

Googol

Já estamos na era do Terabyte e em breve o termo Petabyte (que corresponde a mil terabytes), estará em uso entre os usuários comuns da informática.

Fazendo um rápido flash-back, os disquetes de 3 1/2 polegadas de dupla densidade foram os primeiros a armazenar um pouco mais de um kilobyte (10^3 bytes) de dados.

Depois vimos a chegada dos dispositivos de disco rígido (HD) de algumas dezenas de megabytes (10^6 bytes). Eu ainda tenho um HD de, pasmem, 30 megabytes para o computador Atari ST, que me custou a fortuna de 500 dólares… Rapidamente chegaram os discos de 100, 300, 500 megabytes até a chegada do…

Gigabyte, ou 10^9 bytes. Ou, por extenso: 1.000.000.000. Um seguido de nove zeros. E a ascensão dos gigabytes foi rápida também. Num DVD cabiam pouco menos de 5 gigas. Os HDs foram crescendo em capacidade e vieram os discos de 500, 750 (meu notebook atual tem essa capacidade de disco) até a chegada do primeiro disco de 1 Terabyte.

Um terabyte é igual a 1 seguido de 12 zeros, ou mil gigabytes, ou por extenso 1.000.000.000.000. Meu HD externo de backup tem essa capacidade de armazenamento de dados e está praticamente cheio. Já existem discos de 2, 3 e até 5 terabytes e logo teremos os de centenas de terabytes até chegarmos aos de Petabytes….

Depois dos petabytes virão os exabytes (1^15) e por aí vai…

Apresento-vos agora o GOOGOLbyte um número equivalente a 1 seguido por cem zeros!!! O googol é maior do que o número de átomos estimados do universo , que é da ordem de 1 seguido por 80 zeros.

Sem duvida, com um HD de 1 googolbyte talvez consigamos armazenar todos os dados e informações que compõem o universo .

A bênção

Domingo de sol. Crianças brincando no condomínio… Cheiro de churras no ar… Decido ir ao bucólico centro da Vila Nova comprar algo para o almoço. Porém uma incrivel fila de caminhões buzinando em carreata atrasa meus planos… – O que é isso? – pensava eu… Nova greve dos Caminhoneiros?

Aos poucos, a fila ia andando, e havia um caminhão parado entre as faixas. Na boleia do caminhão, havia um homem, vestido com um lençol branco, com uma faixa dourada nos ombros. Ele se virou para mim e… Chuapttthhh… Mal deu tempo de virar a cabeça e o padre me deu um banho de água benta (assim espero que seja aquele líquido). Caiu bem dentro do olho. Ardeu. Será que se a água benta arder é sinônimo de azar ou coisa parecida? Cruz credo!

Então tranquilamente abri o resto do vidro, e já com o meu carro parado, interrompendo totalmente o trânsito, agora também no sentido contrário ao cortejo dos caminhões, pergunto ao sacerdote que dia festivo era hoje. – É o dia de São Cristóvão. Protetor dos Caminhoneiros.

Agradeci e segui pensando qual seria a relação que ligasse o santo aos Caminhoneiros. Deve sim haver uma justificativa interessante, mas eu não sei qual é.

Bem, foi isso. Estou benzido… abençoado.